Menu   

Carlos Vieira

13.09.2019
O “VOTO ÚTIL” ACABOU. O QUE IMPORTA É IMPEDIR A MAIORIA ABSOLUTA E EXIGIR MAIS RECUPERAÇÃO DA QUALIDADE DE VIDA

Nas últimas eleições legislativas, cerca de 4 milhões de eleitores não foram votar. A maior abstenção de sempre (43,07%). Por inércia ou desilusão com o sistema (sem imaginarem que este sistema económico-político se alimenta dessa abstenção); por indecisão ou simples alienação política. Tal como alguém já disse da guerra e dos militares, também a política […]

18.11.2018
CENTENÁRIO DO ARMISTÍCIO: GLORIFICAÇÃO E BANALIZAÇÃO DA GUERRA

                                    “Meu pobre e louco Portugal, se deres o teu assentimento à guerra, é porque                              imaginas que estamos ainda no tempo das partazanas. A tua noção objectiva do mundo estacou nessa época recuada. De facto, a essa altura da História, os homens mediam-se pela força do braço e a grandeza da alma. Hoje estas […]

Colaboradores, última actividade

“Estima-se que a corrupção custe, por ano, o dobro do que gastamos em Educação – 18 mil milhões de euros. E isso acontece e acontecerá porque nenhuma lei é capaz de alterar a natureza dos bandidos cuja soberba se respalda na cultura instalada.” (…) “ao darmos poder negocial aos criminosos, |delação premiada| pervertemos a própria […]

11 de Dezembro, 2019

Interrogo-me e intrigo-me Revi as notícias sobre a regulação de poderes sobre a cadela Kiara. O Juiz decidiu entregar a cadela à dona, embora considerasse que ela também ficaria bem com o dono. Apesar desta situação o Juiz adiantou aquando das tentativas de conciliação que a “guarda partilhada” não  seria boa solução nem para os […]

11 de Dezembro, 2019

Pedro Alves, chefe da campanha montenegrista, arregimentou uma caterfada de autarcas locais do mais acutilante e fino perfil ideológico para as suas dinâmicas hostes.  Desde os 2 presidentes da autarquia satense, ao de Penedono, ao de Castro Daire, ao de Vouzela, ao de Viseu, sempre versátil e pronto a embarcar no trem da circunstância, passando […]

10 de Dezembro, 2019

O cineasta Leitão de Barros dedicou o seu tempo a alinhavar «notas de estética» sobre a «revisão e elogio do mau gosto», que fez publicar na revista Panorama em Fevereiro de 1943. Explica aos concidadãos a conveniência de mudarem de ideias acerca das palmeiras, árvores mal-amadas que ele queria dignificar e multiplicar para que o […]

10 de Dezembro, 2019