Tempos e tempo da Justiça

Depois porque a Justiça merece apreciações desapaixonadas, não comprometidas e livres. Qualquer que seja, a decisão deve ser encarada como o "normal funcionamento da Justiça".

Tópico(s) Artigo

  • 19:35 | Sexta-feira, 02 de Abril de 2021
  • Ler em < 1

Faltam meia dúzia de dias para que se atinja mais um patamar processual significante no chamado Processo Marquês.

O Juiz de Instrução dará conta da sua decisão no debate instrutório que decorreu.

Claro que esta decisão será recorrida, ou pelos arguidos ou pelos procuradores.


No entanto é uma decisão importante, quer do ponto de vista processual, quer de observação externa.

Esta será a primeira decisão tomada numa fase processual que decorreu fora do circunscrito círculo composto pelos Procuradores e Juiz que acompanharam o inquérito.

Há a tentação de olhar para o que se vai passar como a vitória de uns e a derrota de outros.

Mas essa não deve ser essa a ótica de apreciação.

Antes de mais porque a possibilidade de recurso dita que não é tempo de vencedores e perdedores.

Depois porque a Justiça merece apreciações desapaixonadas, não comprometidas e livres.

Qualquer que seja, a decisão deve ser encarada como o “normal funcionamento da Justiça”.

Quer os arguidos (e, de modo especial, o maior protagonista) sejam pronunciados por todos, parte ou nenhum dos crimes constantes da acusação.

Gosto do artigo
Palavras-chave
Publicado por

Office Lizenz Kaufen Windows 10 pro lizenz kaufen Office 2019 Lizenz Office 365 lizenz kaufen Windows 10 Home lizenz kaufen Office 2016 lizenz kaufen office lisans satın al office 2019 satın al follower kaufen instagram follower kaufen porno