Detesto que me enganem… com números (2)!

por Norberto Pires | 2014.02.07 - 13:24

A ministra da Agricultura em 2012 e 2013 dizia:

01Há Emprego na Agricultura” 

 

Link: http://www.jn.pt/PaginaInicial/Economia/Interior.aspx?content_id=2890499

02No final de 2013 (há uns dias, portanto): “Nos últimos anos tem-se registado a criação de emprego no mundo agrícola, hoje são 280 os novos empresário agrícolas que se instalam mensalmente em Portugal, e a criação de emprego deve ser cada vez mais profissionalizante e sofisticada em termos de formação, exactamente aquilo que estas escolas profissionais estão a fazer”  

Link: http://goo.gl/zxDcQy

Consultamos os dados do INE onde se pode ver:

quadro

Quadro 1: retirado do boletim de emprego, ficheiro em Excel, do INE referente ao 4º trimestre de 2013.

Ou seja, em 2013 o sector perdeu 414 800 – 467 600 = 52 800 empregos. Digo por extenso cinquenta e dois mil e oitocentos empregos. Portanto, os mais de 280 novos empresários por mês, o que daria mais de 280 * 12 = 3360 empresários por ano, apresentam como balanço da sua actividade a perda de quase 60 mil empregos.

Sinceramente não sei o que dizer. Ou é mentira, ou os empresários são tão maus que em vez de criarem emprego pela dinâmica da sua ação fazem exactamente o contrário, ou então… isto é tudo feito em cima do joelho, e os Governantes dizem o que lhes vem à cabeça quando lhe metem um microfone à frente.

Eh pá e continuo a detestar que me tentem enganar… com números.

Professor Associado da Universidade de Coimbra foi Presidente do Conselho de Administração do Coimbra Inovação Parque e Membro do Conselho Nacional para a Ciência e Tecnologia. Possui Mestrado em Física Tecnológica e Doutoramento em Robótica e Automação pela Universidade de Coimbra. É o Editor do jornal "Robótica". Autor de cinco livros na área da robótica e automação tendo publicado mais de 150 artigos científicos e tecnológicos.

Pub