Relvas, o Intelectual Pretuguês

por Paulo Neto | 2015.06.02 - 17:06

O Outro Lado da Governação parece ser um bom título. Esperemos que o conteúdo não desiluda. Escrito por dois notáveis, Miguel Relvas e Paulo Júlio. Dois notáveis que terão muito que contar. Assim queiram e ousem.

Com a benção de Aznar, Barroso, Marcelo, Mendes e… Ruas, imagine-se.

Tirando o espanhol que não nos interessa para nada, talvez Barroso na apresentação da obra se refira aos predicados que o levaram, agora, ao Clube dos Ricos, o Bilderberg de onde sai o patrão da Impresa e dono do Expresso, sócio nº 1 do PSD, Pinto Balsemão. Marcelo também é bom a falar daqueles seus dois amigos, idem Marques Mendes, tão bem retratado noutro livro — mais a sério, supõe-se – “Os Facilitadores”, de G. Sampaio. O “nosso” Ruas com tantas décadas de poder local também há-de conhecer umas histórias… ficamos expectantes.

Relvas, o “licenciado-de-fim-de-semana” e Paulo Júlio, a aguardar recurso da sentença que o condenou a dois anos e picos de prisão com pena suspensa, foram na moda dos livros… assim, até parecem intelectuais, coisa que falta à gorda maioria dos politiqueiros da Nação. E embora muito os critiquem, os políticos aos intelectuais, todos almejam uma pitada dessa coisa que se ganha nos bancos das escolas, se consubstancia com muito estudo e se garante com os neurónios despertados por outros mais subidos temas que a cobiça, a ambição, o atropelo, o desmérito, o amiguismo, a corrupção…

Diz o aforismo que Homem que se preze faz um filho, planta uma árvore, escreve um livro. A mim faltou-me fazer o filho. Relvas e Júlio escreveram-no a meias. Tenho que perguntar ao Compadre Zacarias se assim vale, dá equivalências e é curricular.

Entretanto, vou falar com o meu amigo Miguel Fernandes e, perante tanta gana de autografar badanas, ainda montamos uma empresa do tipo Ghostwriters, SGPS, empreendimentos literários & outros-pela-porta-do-cavalo-estilo-Viseu-Canal, SA. Vale, Miguel?

Por falar nisso, não estava para sair uma biografia do ex-e-futuro autarca viseense?

Anda tudo de pernas para o ar!