A Bloom Consulting lê a política autárquica de Almeida Henriques

por Paulo Neto | 2015.06.03 - 15:43

A Bloom Consulting Portugal City Brand Ranking acaba de publicar o seu relatório anual sobre a posição das cidades e vilas de Portugal, centrado em 5 variáveis relacionadas com três dimensões essenciais: Negócios, Visitar e Viver. A saber, a atracção de Investimento, a tracção de Turista; a atracção de Talento; o aperfeiçoamento da Diplomacia Pública e o aumento das Exportações.

No top 10 nacional encontram-se por ordem decrescente:

Lisboa, Porto, Braga, Cascais, Coimbra, Oeiras, Sintra, Leiria, Aveiro, Funchal

Viseu surge, enfim, no top 25 em 17º lugar, com um descida de 3 lugares face à anterior classificação anual. Logo, em queda livre, pois só há 18 capitais de distrito. Na categoria Negócios, o 10º lugar dá-lhe a descida de 1 lugar; a categoria Visitar nem alcança este top; a boa nova é o 9º lugar na categoria Viver, com a subida de 1 lugar.

No ranking regional do Centro, vem em 4º lugar após Coimbra, Leiria e Aveiro.

Estes dados traduzem alguns fracassos, ou insucessos de uma política autárquica.

Afinal, os viseenses têm vindo a ser intoxicados com uma política de deliberada desinformação que, pelos dados apresentados, não corresponde à realidade factual aqui ponderada.

Almeida Henriques tem até 2017 para provar ao que veio. Aparentemente, Fernando Ruas nada tem que fazer senão esperar pela previsível derrocada…

Talvez tenha chegado a altura deste executivo acabar com o excesso de “ruído” com que nos tem vindo a brindar e comece a fazer alguma coisinha de jeito, pois “autarcas eucalipto” e “autarcas holofote” parecem não colher pontos… senão no Ego top 3, onde o 1º lugar está garantido.

 

http://cdn.negocios.xl.pt/files/2015-06/02-06-2015_11_42_53_City_Brand_Ranking_2015.pdf