Portugal 14 2020

por Paulo Neto | 2014.11.27 - 23:05

 

Ouvir falar quem sabe de Agricultura, Capoula Santos, hoje em Mangualde, a convite da COAPE deixou-me alertado para a pluralidade de interesses germinantes na CEE e em concreto neste sector.

Menos dinheiro. Mais países (já são 28!). Milhares de horas de negociações para concertar este PAC e as verbas a ele destinadas para o Portugal 14 (mais vale dizermos 15) 2020…

Os agricultores portugueses vão ter disponíveis 8 mil milhões de euros. Dá para muita agricultura… Fundamental mesmo é que estes fundos não fiquem nas mãos dos mesmos de sempre, dos interesses dos latifúndios e dos monopólios.

Para obviar a essa centralidade há que ter em conta a realidade do cooperativismo e pensar que hoje as cooperativas, quando geridas com competência, zelo, espírito de missão, rigor e profissionalismo devem ser o pólo aglutinador daqueles que e de per si, não detêm a capacidade para se candidatarem e usufruírem destas verbas comunitárias.

Este quadro comunitário será uma derradeira esperança para a agricultura portuguesa. Há que usar de toda a competência e ciência na aplicação das suas verbas sem esquecer que hoje, mais do que nunca, perdido um saber secular de gerações de agricultores, os jovens, os novos agricultores, devem ser incentivados, estimulados, mas, essencialmente formados.

Formados com uma formação profissional que os dote dos conhecimentos técnicos, científicos e tecnológicos actualmente à disposição para enfrentar a agricultura e a pecuária com outra perspectiva, novas mentalidades e com todos os meios disponíveis e facilitadores ao seu alcance.

O nosso solo é, em geral, fértil. A nossa meteorologia é complacente. A terra está de poiso, a envelhecer.

Temos dos melhores vinhos, do melhor azeite, da melhor cortiça, do melhor queijo, da melhor fruta, dos melhores cereais, dos melhores animais… Se a agricultura e a pecuária forem redignificadas pode estar aqui o caminho profissional de sucesso para muita juventude capaz, decidida e animosa. Em casa. Na sua terra. No seu país. Junto aos seus…