Os silêncios e os ruídos da Justiça

por Paulo Neto | 2015.01.06 - 14:16

Há casos que se arrastam indefinidamente sem que deles vejamos quaisquer indícios de resolução.

Há casos de investigação muito complicada.

Há casos dos quais toda a gente fala mas nunca foram alvo de averiguação policial/judicial.

Há casos de corrupção onde os arguidos são ilibados.

Há casos de gestão dolosa de empresas públicas e de autarquias que vivem à sombra cómoda da impunidade.

Há casos de empresas público-privadas com prejuízos colossais que nunca foram investigados.

Há casos de milhões de derrapagens em obras públicas que são consideradas normais.

Há casos de ex-ministros e ex-secretários de estado de quem todos falam mas que passam, bizarra e inexplicavelmente, pelas cordas da chuva sem um pingo no branco colarinho.

Há casos de associações, como a Lusitânia, ADR onde se sumiram 25 milhões de euros sem clara explicação.

Há casos como o referido no link infra que nos deixam a pensar. São só 160 milhões…

Há casos a mais neste país. Talvez porque imunidade e impunidade a mais.

 

http://www.jornalq.com/portugal/1405-bpn-ex-ministro-acusado-de-ficar-com-mais-de-80-milhoes-de-euros.html