EN 229 e a luz ao fundo do túnel que Alexandre Vaz, enfim já vê…

Alexandre Vaz, o autarca do Sátão, até ameaçou, ao que me lembro, demitir-se se esta obra não fosse concretizada. Não foi e não se demitiu.

  • 12:40 | Sábado, 05 de Agosto de 2017
  • Ler em < 1

A Estrada Nacional 229, nomeadamente no troço que liga o Sátão a Viseu é uma inqualificável vergonha. Sucedem-se os governos e a sua requalificação não é feita.

E quando algo é implementado na área da melhoria das condições viárias, não passa de meros sinais de limitação de trânsito, atrás do qual um radar geralmente se esconde.

Alexandre Vaz, o autarca do Sátão, até ameaçou, ao que me lembro, demitir-se se esta obra não fosse concretizada. Não foi e não se demitiu.

Agora, com a chegada dos nossos estimados emigrantes, o trânsito duplica e… entope.

Nomeadamente onde foram colocados semáforos que acendem o vermelho, no traçado principal, assim que é detectado pelo sensor a presença de um veículo que quer aceder, colateralmente à via principal.

Somos uns fervorosos adeptos das rotundas, nestes casos, em substituição dos semáforos, pois são geradoras de fluidez rodoviária e não geram bichas de mais de um quilómetro, como é corrente, por esta altura verem-se, por exemplo na recta de Cavernães ou, noutro caso, na saída de Viseu para Mangualde, junto ao recheio.

Gosto do artigo
Publicado por
Publicado em Editorial
mersin escort porno porno izle sex hikayeleri maltepe escort pendik escort izmit escort