EN 229 e a luz ao fundo do túnel que Alexandre Vaz, enfim já vê…

por Paulo Neto | 2017.08.05 - 12:40

 

 

A Estrada Nacional 229, nomeadamente no troço que liga o Sátão a Viseu é uma inqualificável vergonha. Sucedem-se os governos e a sua requalificação não é feita.

E quando algo é implementado na área da melhoria das condições viárias, não passa de meros sinais de limitação de trânsito, atrás do qual um radar geralmente se esconde.

Alexandre Vaz, o autarca do Sátão, até ameaçou, ao que me lembro, demitir-se se esta obra não fosse concretizada. Não foi e não se demitiu.

Agora, com a chegada dos nossos estimados emigrantes, o trânsito duplica e… entope.

Nomeadamente onde foram colocados semáforos que acendem o vermelho, no traçado principal, assim que é detectado pelo sensor a presença de um veículo que quer aceder, colateralmente à via principal.

Somos uns fervorosos adeptos das rotundas, nestes casos, em substituição dos semáforos, pois são geradoras de fluidez rodoviária e não geram bichas de mais de um quilómetro, como é corrente, por esta altura verem-se, por exemplo na recta de Cavernães ou, noutro caso, na saída de Viseu para Mangualde, junto ao recheio.

Ler mais aqui

http://www.diarioviseu.pt/noticia/15567

https://www.publico.pt/local-porto/jornal/estrada-entre-viseu-e-satao-requalificada-em-2010-270562