Adjectivação

por Rufino Fino Filho | 2014.03.30 - 12:00

A língua portuguesa é fértil em adjectivos para classificar os gajos de quem não gostamos. O dicionário tem uma variedade tão grande de classificativos, que, para facilitar a busca, indico alguns por ordem alfabética. Não pretendo esgotar o tema nem tenho veleidades em me considerar um perito em tal matéria, mas, como diz a minha prima Carminda, “tu usasios bem, usas!

Abécula, agarrado, aldrabão, analfabruto, apanhado do clima, atraso de vida, badalhoco, badameco, bandido, barrigudo, basbaque, bate orelhas, batoque, bebedolas, besta-quadrada, bexigoso, bichona, bicho-careto, biltre, boca de charroco, boi, borra-botas, brutamontes, bruto, bufo, cabeçudo, cabra, cabrão, caceteiro, cacique, caga-tacos, caixa de óculos, calão, calaceiro, calino, calhandreira, calhordas, camafeu, camelo, canalha, candongueiro, cara de cú, cara de cu à paisana, carroceiro, cavalgadura, cegueta, chalado, choninhas, chupa gaitas, chupado das carochas, cobarde, coirão, comprado, copinho de leite, cornudo, corrupto, coxo, cretino, cú furado, conanas, delambido, desenxabido, dondoca, embusteiro, empecilho, engraxador, escaganifobético, esgalgado, esqueleto vaidoso, estafermo, estúpido, farsante, filho da puta, flausino, futriqueiro, galgas, gatuno, gordalhufo, idiota, imbecil, ladrão, lambe-botas, lambe-cús, lambisgóia, lavajão, lélé da cuca, lingrinhas, loiceiro, macaco velho, malacueco, malandro, malhadiço, maluco, maneta, mariconço, mariquinhas, marreco, meia leca, meliante, menino da mamã, mentecapto, mentiroso, merda seca, merdilheiro, mocho, morcão, nódoa, nulidade, olhos de carneiro mal morto, orelhas de abano, otário, palerma, panasca, pandorca, paneleiro, pantomineiro, parvalhão, parvo, patego, pateta, pé-de-salsa, peida-gadoxa, pelintra, pernas de alicate, pica-orelhas, piolhoso, pirata, piroso, porcalhão, porco-chino, pote de banhas, quadrilheiro, quatro-olhos, queixinhas, ranhoso, rasca, rato de sacristia, reles, sabujo, saca notas, sacana, sacripanta, sacrista, safado, safardana, salafrário, saloio, sebento, sevandija, sicário, sifilítico, soba, somítico, sonso, sovina, tarado, taralhouco, tinhoso, tísico, tuberculoso, trampolineiro, trapaceiro, trauliteiro, trombalazanas, trombudo, unhas-de-fome, vaca gorda, vagabundo, velhaco, vendido, vesgo, vigarista, vígaro, xoné, zarolho, zé-ninguém, zero à esquerda, zombeteiro.

PS: Agora, com a chegada da Primavera, um bom exercício, é, ao calor do solzinho, completar esta lista com outros mimos que aqui foram esquecidos.