“Executivo PSD defraudou as naturais expectativas” diz vereação do Partido Socialista (PS) de Viseu

De modo veemente, nesta última semana de aulas, os vereadores do PS criticaram o Executivo Municipal pela não distribuição de tablets pelos alunos carenciados do 1.º ciclo do Concelho. Mais uma vez, o Executivo PSD defraudou as naturais expectativas, face a mais um anúncio, efetuado com tão grande progressão quanto inconsequência.

Tópico(s) Artigo

  • 23:11 | Sábado, 27 de Junho de 2020
  • Ler em 2 minutos

No início do seu mandato, Almeida Henriques, em cerimónias muito propagandeadas, celebrou a suposta instalação de empresas industriais no Concelho, englobando investimentos de milhões de euros e a criação de dezenas de postos de trabalho. De facto, estas empresas não se vieram a instalar. Um terreno ao abandono no Parque Empresarial no Mundão é disso exemplo. Entretanto, nem uma única indústria com mais de 50 postos de trabalho foi instalada no Concelho, contrariamente a múltiplos exemplos nos polos industriais vizinhos.

A falência da política municipal para atração de empresas industriais é há muito evidente. Pior, agora, o PS está muito apreensivo face aos investimentos industriais significativos realizados em concelhos vizinhos por empresas originalmente sedeadas em Viseu. Mais, estes investimentos efetuam-se em setores com forte potencial estratégico local, como os transportes-logística e as construções metálicas.

Na última reunião de câmara, a propósito de uma interpelação dos vereadores do PS, o Presidente da Câmara referiu que há mais de um ano o Município de Viseu cessou a aplicação de glifosato. Tal não corresponde à verdade, Viseu continua a aplicar este herbicida potencialmente cancerígeno. Ainda no dia 19 de junho foi aplicado um herbicida à base de glifosato, como comprovam os avisos afixados numa área verde da Cidade.

De modo veemente, nesta última semana de aulas, os vereadores do PS criticaram o Executivo Municipal pela não distribuição de tablets pelos alunos carenciados do 1.º ciclo do Concelho. Mais uma vez, o Executivo PSD defraudou as naturais expectativas, face a mais um anúncio, efetuado com tão grande progressão quanto inconsequência.

Os abates de árvores sistematizados sucedem-se na cidade de Viseu sem justificação cabal. Na última reunião de câmara, os vereadores do PS votaram novamente contra o abate de árvores promovido pelo Município. A este propósito os vereadores do PS manifestaram a sua incompreensão face aos recentes abates de árvores no Viso Sul e no Viso Norte.

O PS reiterou que, urgentemente, deve ser implementada uma gestão eficaz do coberto arbóreo da cidade. A comunicação e sensibilização da comunidade é fundamental. Neste sentido é também fundamental uma política explicita de manutenção e plantação de novas árvores, preferencialmente autóctones e tradicionais na cidade de Viseu, ajustadas ao ambiente, acessibilidade de peões, edificado e infraestruturas urbanas.

Para a remoção de um simples cepo de árvore que, com grandes incómodos para a população, há semanas não é retirado de um passeio da Quinta das Lameiras, o Município vai contratar mais uma empresa. Este é mais um exemplo de que, cada vez mais, os serviços municipais, mesmo os mais simples, estão a ser externalizados. Os serviços municipais estão assim a ficar cada vez menos expeditos e céleres, ou mesmo inoperacionais, para responder a problemas comuns no espaço público. De facto, cada vez menos há trabalhos ou obras de manutenção realizados por administração direta.”

Gosto do artigo
Palavras-chave
Publicado por
Publicado em Última Hora
mersin escort porno porno izle sex hikayeleri maltepe escort pendik escort izmit escort