Bailarino de Coimbra reconhecido no Prix de Lausanne

Diogo Betencourt de 15 anos, aluno da escola de artes de Coimbra, DNA - DanceN'Arts School participou na 48ª edição do Prix de Lausanne, que decorreu na cidade Suíça de Montreaux, entre 2 e 9 de fevereiro.

Tópico(s) Artigo

  • 19:30 | Segunda-feira, 10 de Fevereiro de 2020
  • Ler em < 1

Diogo Betencourt de 15 anos, aluno da escola de artes de Coimbra, DNA – DanceN’Arts School participou na 48ª edição do Prix de Lausanne, que decorreu na cidade Suíça de Montreaux, entre 2 e 9 de fevereiro. A competição contou com 77 participantes femininos e masculinos, que foram escolhidos de entre 377 candidatos depois de submetidos à avaliação de um exigente painel de jurados.

Já na competição, os candidatos foram avaliados em aulas de ballet clássico e dança contemporânea, ministradas por reconhecidos mestres e ex bailarinos, e em provas de apresentação pública de solos clássicos e contemporâneos.

Acompanhado pela professora da DNA, Teresa Gouveia, Diogo Betencourt, que foi incluído num grupo de participantes de excelência ao nível pré profissional, viu reconhecidas a suas qualidades técnicas e artísticas com atribuição de uma bolsa de estudo integral para a Ecole Supérieure de Danse de Cannes Rosella Hightower, um curso de verão no Houston Ballet e um convite para a audição do English National Ballet, bem como uma bolsa para o Dutch National Ballet e para a Escola Artística de Dança do Conservatório Nacional.

Presentes estiveram também os portugueses Catarina Pires, atualmente a estudar na Tanz Akamedie Zürich e que foi galardoada com o prémio “favorita do público” e Pedro Silveira, aluno da Escola Artística de Dança do Conservatório Nacional de Lisboa.

O Prix de Lausanne, cuja primeira edição ocorreu em 1972, é há já várias décadas, uma importantíssima plataforma de desenvolvimento e formação para jovens bailarinos. Por esta competição passaram muitos dos grandes bailarinos da atualidade (como o português Marcelino Sambé) que são agora testemunho da sua importância e fonte de inspiração para muitos jovens estudantes de dança que, como o Diogo Betencourt, perseguem o grande sonho de se tornar bailarinos profissionais.

Gosto do artigo
Palavras-chave
Publicado por
Publicado em Última Hora