Morreu Jorge Coelho

De seguida, o livro foi apresentado na Bertrand do Chiado, em Lisboa e no Carregal, em Sernancelhe. Jorge Coelho fez questão de estar presente em ambas as cerimónias e foi empolgante na sua intervenção feita no Pátio dos Sanhudos, a convite de Carlos Silva Santiago e perante mais de 400 pessoas, mostrando quanto a leitura da obra lhe tinha calado fundo.

  • 21:13 | Quarta-feira, 07 de Abril de 2021
  • Ler em 2 minutos

Aos 66 anos de idade vítima de ataque cardíaco faleceu Jorge Coelho.

Beirão, originário de Contenças, Mangualde, político e empresário. Um indefectível democrata.

As palavras são parcas para exprimir a funesta surpresa.


Dele, entre outras, guardo uma calorosa memória que o liga a Aquilino Ribeiro, a Sernancelhe…

Um dia, corria o ano de 2016, em amena cavaqueira lancei-lhe um desafio…

— O Dr. Jorge Coelho podia escrever a introdução ao livro “Cinco Réis de Gente”, que a Bertrand vai reeditar em parceria com a autarquia sernancelhense…
— Ó Paulo Neto, mas eu não sou um académico versado em literatura. A minha área é a Economia. Que vou eu escrever?

— Vou enviar-lhe o livro, o senhor lê e logo me diz…

— E que prazo tenho?

— Quinze dias…

— Não prometo, mas mande lá o livro que eu verei do que sou capaz.

 

E assim, na minha caixa do correio, no dia aprazado tinha o texto em causa, acabado em Contenças, a 31 de Julho de 2016. A prometida “introdução”, que em nada desmereceu do prefácio lavrado pela escritora Luísa Costa Gomes e que assim abria:

“É um enorme orgulho para mim escrever esta introdução à obra Cinco Réis de Gente do grande Aquilino Ribeiro.

Agradeço ao Dr. Paulo Neto e à Bertrand Editora a confiança em mim depositada.

As minhas primeiras palavras são, como não poderia deixar de ser, para o Autor.

Aquilino Ribeiro é um dos maiores vultos da nossa cultura e do que tem de melhor a nossa História.

Aquilino Ribeiro é um grande Português e um beirão das terras, que baptizou do Demo, do distrito de Viseu, do interior de Portugal, o distrito onde eu nasci e vivi na minha juventude, no meu caso nos anos 50/60.”

(…)

De seguida, o livro foi apresentado na Bertrand do Chiado, em Lisboa e no Carregal, em Sernancelhe. Jorge Coelho fez questão de estar presente em ambas as cerimónias e foi empolgante na sua intervenção feita no Pátio dos Sanhudos, a convite de Carlos Silva Santiago e perante mais de 400 pessoas, mostrando quanto a leitura da obra lhe tinha calado fundo.

À sua Família, a manifestação do nosso pesar e os mais sentidos pêsames.

 

 

 

Gosto do artigo
Palavras-chave
Publicado por
Publicado em Opinião

Office Lizenz Kaufen Windows 10 pro lizenz kaufen Office 2019 Lizenz Office 365 lizenz kaufen Windows 10 Home lizenz kaufen Office 2016 lizenz kaufen windows lisansları windows 10 pro satın al follower kaufen instagram follower kaufen porno