União de Sátão e Aguiar da Beira e CM Viseu, um conflito de década e meia?

por Paulo Neto | 2019.03.27 - 15:19

 

Vêm de longe os “desencontros” ente a empresa de camionagem “União de Sátão e Aguiar da Beira” e a Câmara Municipal de Viseu.

Já nas primícias da outra década surge o conflito com a entrega pela CMV das linhas de Farminhão e Boa Aldeia a outra empresa de camionagem, acto do qual a USAB recorreu e a quem o tribunal conferiu razão.

A partir dessa data, de Fernando Ruas a Almeida Henriques, instalou-se um latente litígio entre as partes, com processo judicial que foi do TAV ao STA e pelo qual, apesar dos recursos da CMV, a justiça conferiu razão à USAB.

Entretanto, neste clima animoso, a empresa Berrelhas de Camionagem viu ser aprovada a “Concessão de Serviço Público de Transporte de Passageiros Municipal -MUV”, com contrato assinado a 16 de Maio de 2017.

Inconformada, a USAB, por seu turno, pede explicações à CMV.

É possível que tenhamos aqui muito “pano para mangas” e que muita “água passe por debaixo das pontes” até tudo estar esclarecido.

Seria fundamental que a CMV desse resposta ao requerido pela USAB e assim serem dissipadas todas as eventuais dúvidas que, em caso algum, deveriam ser levantadas num contrato desta natureza, que envolve milhões de euros, mas fundamentalmente respeita a milhares de utentes dos transportes colectivos que, de momento e fazendo fé na publicidade que a CMV tem gerado e posto a circular, comporta uma “revolução” neste domínio da mobilidade, tão sensível  e afecto a todos os munícipes.

(Foto DR)