Somos todos terroristas?

por Paulo Neto | 2015.01.19 - 12:39

 

“A educação ocidental ou não islâmica é um pecado”. Não sou eu que o digo… esta é a tradução literal de Boko Haram. O que é o Boko Haram? É uma organização fundamentalista islâmica usando métodos terroristas e que visa a imposição pela força da lei da Sharia nos territórios do norte da Nigéria.

Por partes… O que é a Sharia? É o nome que se dá ao Direito Islâmico onde a religião não está separada do direito. Tudo está no Corão e a Sharia é o corpo da Lei religiosa lslâmica. Literalmente quer dizer “caminho ou rota para a fonte de água”.

Nigéria é a área do rio Niger, etimologicamente. A Nigéria é composta por 36 estados e tem a capital em Abuja. Situa-se na África Ocidental e faz fronteira com o Benim, Chade, Camarões e Níger, tendo a costa marítima no Golfo da Guiné.

Com aproximadamente 180 milhões de habitantes, com 500 grupos étnicos, é o país mais populoso de África e o 7º mais populoso do mundo. Este gigante está dividido entre os cristãos do sul e os muçulmanos do norte. A sua economia é mais forte que a da África do Sul sendo considerada a 26ª do mundo. O petróleo é o seu maior recurso natural e apesar de um PIB superior a 500 mil milhões de dólares, a maioria da população vive na pobreza absoluta.

O Boko Haram diz lutar pelo Sharia, contra a corrupção governamental e pela negação de direitos às mulheres. Acusa os cristãos de todos os males e visa acabar com a democracia e a promoção de uma educação exclusivamente islâmica. Tem reivindicado plurais ataques à bomba em várias cidades do sul e do norte, nomeadamente a igrejas católicas, mas matam indiferenciadamente com ataques nas estradas, universidades e vilas cristãs, no norte, onde dizimam toda a população. O rapto de jovens do sexo feminino tornou-se corrente. O mais falado aconteceu a 15 de Abril em Chibok, no estado de Borno. Toda a população que não conseguiu fugir foi morta e 234 jovens de idades compreendidas entre os 7 e os 15 anos foram raptadas e sucessivamente violadas por dezenas de estupradores. No dia anterior o Boko Haram matou 71 pessoas e causou centenas de feridos na capital, Abuja. Já este ano, a 3 de Janeiro massacrou mais de 2000 pessoas em Baga.

nig2

 

Estou-me borrifando no politicamente correcto nem pelos políticos profissionais, de longa carreira, praticado. Nos “alinhadinhos” de esquerda, de centro ou de direita. Que tenho eu a ver com a mentalidade, bestialidade, selvajaria, barbárie, desumanidade, radicalismo e terrorismo desta gente?

nig1

Somos todos iguais? Não, somos diferentes, somos civilizados, tolerantes, pacíficos, democratas, humanos, fraternos, igualitários e livres.

E quem me vier vender o patati-patátá contrário, não vem por bem! E pode metê-lo onde bem lhe apetecer!

Nada justifica, no século XXI, estes actos. Nada justifica que façamos de contas que eles não existem. Nada justifica que não percebamos que o silêncio cúmplice do Ocidente tem a ver com o gigantismo económico da Nigéria e com os biliões de petrodólares envolvidos.

E aí, segundo esta perspectiva, na cupidez amoral, imoral e sem escrúpulos do Ocidente talvez encontremos analogias com o comportamento sanguinário e terrorista do Boko Haram…

 

(fotos DR)