Quem não quer ser lob (inho)…

por Paulo Neto | 2015.02.02 - 16:59

Em reunião camarária o presidente da autarquia, Almeida Henriques, ameaçou vereadores do PS com o Ministério Público, se continuarem a difamá-lo.

O vereador substituto de José Junqueiro ficou encalacrado com a advertência, pois não há de ser fácil ter 40% da sociedade “Legendas Transparentes”, detentora de um jornal cujo melhor cliente será a autarquia e retorquir à letra, sem rodriguinhos, ao peremptório edil-chefe, com a verdade factual, sem se enrodilhar tartamudo em “hipersensibilidades, eufemismos e conversa redonda”, entalado com a confrontação circunstancial, a engolir para dentro o arremesso e a ironia de “estarem próximas as eleições e o posicionamento para as listas futuras da AR e algumas pessoas queiram dar mais nas vistas” … “Façam oposição mas não façam calúnia”, foi o paternal e final puxão de orelhas deixado.

Triste figura a do “júnior”, o qual, não rebatendo de forma inequívoca a acusação, pareceu aceitar que a intervenção política do PS se fundamenta e esteia, efectivamente e afinal, na gratuitidade da “calúnia“.

Entradas de leão, saídas de sendeiro” lhe chama o povo na sua ancestral sabedoria…

……………………………………

Para o atento leitor reflectir…

Progressão da Dívida Directa do Estado Português

Dezembro de 2009:

132 mil milhões, 746 milhões, 407 mil, 526 euros e 57 cêntimos.

Dezembro de 2010:

151 mil milhões, 775 milhões, 342 mil, 778 euros e 90 cêntimos.

Dezembro de 2011:

174 mil milhões, 895 milhões, 252 mil, 151 euros e 32 cêntimos.

Dezembro de 2012:

194 mil milhões, 465 milhões, 584 mil, 715 euros e 71 cêntimos.

Dezembro de 2013:

204 mil milhões, 252 milhões, 341 mil, 433 euros e 5 cêntimos.

Dezembro de 2014:

217 mil milhões, 126 milhões, 401 mil, 453 euros e 21 cêntimos.

Fonte: Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública (via N.P.)

Afinal onde está o milagre? Sim, porque os sacrifícios já todos conhecemos…