Quem foi eleito para as CCDR’s?

Para a CCDRN, com 4091 eleitores inscritos, votaram 3304, votos brancos 759, nulos 148. Foi eleito para presidente António Augusto Magalhães da Cunha com 2397 votos.

  • 12:08 | Quarta-feira, 14 de Outubro de 2020
  • Ler em 2 minutos

Decorreram ontem as eleições para presidente e um vice-presidente das CCDR’s, Norte, Centro, Lisboa e Vale do Tejo e Algarve..

A Portaria n.º 533/202 que aprova o regulamento para a eleição indirecta do presidente e de um vice-presidente da CCDR, diz-nos no seu Artº 2, sobre a Capacidade e elegibilidade eleitoral:

Gozam de capacidade eleitoral ativa para a eleição do presidente os eleitos locais da área geográfica de atuação da respetiva CCDR que compõem o colégio eleitoral, nos termos do disposto no n.º 1 do artigo 3.º -B da Lei Orgânica das CCDR, e que estejam em efetividade de funções até ao quadragésimo dia anterior à data em que se realiza o ato eleitoral.

Gozam de capacidade eleitoral ativa para a eleição de um vice -presidente todos os presidentes das câmaras municipais que integram a área geográfica abrangida pela respetiva CCDR, nos termos do disposto no n.º 3 do artigo 3.º -A da Lei Orgânica das CCDR, e que estejam em efetividade de funções até ao quadragésimo dia anterior à data em que se realiza o ato eleitoral.

Depois de toda a controvérsia pré-eleitoral, centrada na discordância de muitos dos eleitores pela forma como todo o processo foi conduzido por António Costa e Rui Rio, aquele indigitando os candidatos para Lisboa e Vale do Tejo, para o Alentejo e para o Algarve, este, para o Centro e para o Norte, a afluência às urnas e os resultados obtidos espelharam o desacordo de muitos dos eleitores.

 

Para a CCDRN, com 4091 eleitores inscritos, votaram 3304, votos brancos 759, nulos 148. Foi eleito para presidente António Augusto Magalhães da Cunha com 2397 votos.

Para a CCDRC, com 2836 eleitores inscritos, votaram 2420, votos brancos 416, nulos 95. Foi eleita a já então interinamente colocada por Ana Abrunhosa, Isabel Damasceno Vieira de Campos Costa com 1909 votos

Para a CCDRLVT, com 1987 eleitores inscritos, votaram 1728, votos brancos 546, nulos 92. Foi eleita Maria Teresa Mourão de Almeida com 1090 votos.

Para a CCDR Alentejo, com 1288 eleitores inscritos, votaram 1185, votos brancos 246, nulos 9. O candidato independente do PSD, Joaquim Roberto Pereira Grilo obteve 418 votos e a vitória foi para António José Ceia da Silva com 512 votos.

Para a CCDR Algarve, com 483 eleitores inscritos, votaram 423, votos brancos 116, nulos 17. Foi eleito José Apolinário Nunes Portada com 290 votos.

 

A leitura dos resultados obtidos é paradigmática de um desacordo que rondou quase metade do universo eleitoral, plasmado também nos votos brancos e nulos.

De concreto e como “Le Roi est mort, Vive le Roi!”, dentro de duas ou três semanas estarão cicatrizadas as feridas abertas (na maioria dos casos…), amnésia com a qual bem contam Costa & Rio, e só se espera, para bem das 308 autarquias, ADL’s e milhares de empresas do universo de cada CCDR, uma repartição justa e equitativa dos Fundos Comunitários, com transparência, sem equivocidades nem favoritismos.

Gosto do artigo
Palavras-chave
Publicado por
Publicado em Editorial

Office Lizenz Kaufen Windows 10 pro lizenz kaufen Office 2019 Lizenz Office 365 lizenz kaufen Windows 10 Home lizenz kaufen Office 2016 lizenz kaufen office lisans satın al office 2019 satın al