Mira niña, que guapo es el rey !

por Paulo Neto | 2014.06.19 - 11:13

 

Ontem fui ao barbeiro, cabeleireiro ou lá o que tal se chama agora dar o caldinho habitual há muitos anos adoptado e imposto aos cabeçudos (como eu).

Damas e cavalheiros (agora é mixt) tinham duas preocupações: o jogo da Espanha com o Chile (creio eu) e a posse de Filipe, o VI e rei.

Falavam de jogadores de quem nunca ouvi falar, de treinadores inaptos e aptos, de estratégias mal desenhadas, de uma rainha madre sofredora, de um rei velho gaiteiro, de um rei novo com muito bom aspecto, de sua real graça Felipe Juan Pablo Alfonso de Todos los Santos de Borbón y Grecia, el VI, e de uma rainha do povo com muito carácter, Letizia-qualquer-coisa-Ortiz. Protocolos e toilletes..

Dizia uma adolescente coquette: “Apesar de estar sempre bem vestida, com looks clássicos e joviais, aposta tanto em roupas de grife como em peças de fast fashion.” Outra, já balzaquiana, retorquia: “Quando ela aparece usando um look, rapidamente ele se esgota nas lojas. Uma das marcas registadas dela é a cintura marcada.” A menina das unhas acrescentava: “ Deve usar vestidos estruturados, cintos e trench coats mais justos nessa parte do corpo.” E a cabeleireira, cerce, rematava: “ Outra concorrente de Letizia é Máxima, Rainha da Holanda. Mais ousada, ela investe em peças acima dos joelhos, combina tons mais chamativos e gosta de vestidos com bastante brilho. Já Letizia é de peças mais comportadas, românticas e femininas…”

Fiquei encantado! Um baeta é uma universidade…

De repente, evadi-me enquanto me cortavam os incómodos pelos das orelhas e senti-me na Plaza Mayor de Salamanca e depois na Calle San Justo a comer umas “tapitas” e a falar castellano com Sancho Pança. Faltou só um flamenco no Café La Regenta… ou o El Paraiso, no Barrio Chino de los lupanares, ouvindo Lolita Gallarda Moreno Mi Pedazo de Bombon, que es una puta muy culta y estudiosa, prelectar sobre Dom Miguel (o de Unamuno)… explicando-me o IIIº Capítulo de ”O Epistolário Ibérico” e dando-me conselhos de valimento: “Intenta vivir en continuo vértigo enamorado; sólo los enamorados llevan a cabo obras verdaderamente duraderas y fecundas.” Certo, anuí!

Entretanto, o governo paga mas atrasado e sempre mais reduzidos os salários aos aposentados da função pública – situação em que me encontro ao fim de muitas décadas de labuta e descontos, que comecei a pagar aos 18 anos.

O 13º mês – já nem ouso chamar-lhe subsídio de férias –  as férias que não almejo há mais de uma década, é uma miragem. Será, não será? Vem, não virá? E daí, como se vai pagar aquele encargo? E fazer face àquela despesa imprevista? E afinal os do activo recebem em Junho. Os outros, talvez em Julho. Não se sabe… Ninguém sabe. É segredo de Estado… A culpa é do TC. Do RC7 que se aleijou num joelho. Da espandilose do Poiares. ou será da anexite do Leitão? Já confundo estes nomes…

Devo ter ideias positivas, olhar para a manicure, que é charmosa, e de olho lavado ser optimista, pensar que com sorte, na próxima peregrinação o Almeida Henriques me leva com ele a Fátima e sempre sirvo para fazer a colecta, com a malga do acólito enquanto ele vai co’as galhetas…

E prepara-te que subiu a tabela do IRS; e o aumento da ADSE com acerto retroactivo a partir de 20 de Maio e a contribuição de… e o imposto que ontem se chamava de solidariedade, hoje de sustentabilidade, amanhã será de imbecilidade ou de senilidade?

Credo! No cabeleireiro-barbeiro-baeta é que têm razão… Portugal, com este bando de Zés do Telhado à solta é uma depressão… Tal sítio mais reles para viver. Me vóy á el palacio de Zarzuela.

E a culpa é de Dom João IV e do 1º de Dezembro de 1640. Antes cá tivesse ficado tal outro Filipe. Mas Passos Coelho, o sábio-previdente-patriota já aduziria suas razões quando até esse feriado revogou em 2012.