CMV compra Viseu…

por Paulo Neto | 2014.09.21 - 10:28

 

Transcreve-se a página 9 da Acta da Reunião Ordinária da CMV, de 28 de Agosto 2014 :

 

“EDIFICIO SITO NA TRAVESSA DE SÃO DOMINGOS E RUA DR. LUIS FERREIRA———————————————————————

1179 – 01.11.01 – O Senhor Presidente apresentou a proposta de aquisição do edifício referido em epígrafe explicando os contornos da proposta de aquisição, e informando que, depois de reabilitado e devidamente equipado, o edifício acolherá todo o backoffice e frontoffice dos Serviços Municipalizados de Água e Saneamento de Viseu. Referiu ainda que, criará no centro histórico uma nova âncora de desenvolvimento e um forte pulmão humano. Para além da reabilitação de um edificado histórico importante, este serviço vai devolver vida e atratividade ao coração da cidade e traduz um passo decisivo na modernização municipal.—-Seguidamente usou da palavra o Senhor Vereador João Paulo de Loureiro Rebelo, que referiu que o Senhor Presidente já tinha desfeito algumas dúvidas que os Senhores Vereadores do Partido Socialista tinham. Elogiou o Senhor Presidente pela iniciativa, pois trata-se de um ganho para cidade, para os SMAS e para a Câmara Municipal.—————————-

O Senhor Vereador Vitor Manuel de Matos Duarte usou da palavra para explicar a forma como decorreu a avaliação feita pela Autoridade Tributária, referindo que a mesma se aproxima do valor proposto para a aquisição. Questionou no entanto os valores envolvidos na futura reabilitação.————————————————————————————————————————————————————-

Por fim, usou da palavra o Senhor Vereador José Adelmo Gouveia Bordalo Junqueiro para referir que o custo benefício é bastante positivo, sendo um investimento bem justificado por se tratar de uma melhoria sustentada.——————————————————–Após análise e discussão da referida proposta em face do proposto na informação n.o 117.SRU/2014, de 14-07-2014, em anexo à distribuição n.o EDOC/2014/46235, a Câmara Municipal de Viseu deliberou adquirir o prédio urbano, sito na Travessa de São Domingos/Rua Dr. Luis Ferreira, inscrito na matriz predial urbana sob o artigo 1885 da União das Freguesias de Viseu, pelo valor de 325.000,00 euros, pertencente a Fernando Jorge Loureiro de Reboredo Seara.—————————————————————————————————————-Mais deliberou ratificar a decisão de 25-08-2014, do Senhor Presidente, de outorga do Contrato-Promessa de Compra e Venda (que, a fim de fazer parte integrante da presente ata, se dá aqui por reproduzido), dando-se desde modo cumprimento à primeira condição de eficácia estipulada na cláusula 9.a do aludido contrato.———————————————————————————————————————————-Deliberou ainda, a título de sinal e princípio de pagamento pagar a quantia de 100.000,00 euros ao Promitente-Vendedor.—————————Efetuada a discussão e votação, esta deliberação foi aprovada com os votos a favor da maioria dos membros presentes, constituída pelo Senhor Presidente, pelos Senhores Vereadores do Partido Social-Democrata e dos Senhores Vereadores do Partido Socialista e abstenção do Senhor Vereador do CDS-PP. ———————————————————————————————-Para efeitos de execução imediata, esta deliberação foi aprovada em minuta.——————————————————————————–“

 

Aqui está um excelente naco de prosa…

Mais uma extraordinária aquisição do executivo. O Centro Histórico merece todos os sacrifícios.

Almeida Henriques compra a Fernando Seara (dois correligionários e amigos de longa data) um prédio. Por 325. 000,00 euros.

Agora, gastará na sua recuperação o dobro ou o triplo. Os SMAS ficarão condignamente instalados. O Centro Histórico ficará mais animado.

Tão animado como pelo contributo da passagem para a rua Direita de uma escola profissional de um grupo Socialista , cujo director, um Ginestal, é por fortuito acaso  irmão de um compadre de Almeida Henriques.

A vereação do PSD está calada e ergue o braço para votar sim. Não precisa de louvar o “chefe”. A oposição socialista, com João Paulo Rebelo elogia Almeida Henriques. José Junqueiro acha muito positivo e justificado.  Só Vítor Duarte tem incómodas dúvidas. Por isso, coerente, abstém-se.

O PS nunca mais deverá ser candidato à CMV. Poupa energias e dinheiro. E não engana mais os eleitores.