Câmara de Lamego Renova e ConVida…

por Paulo Neto | 2014.11.17 - 13:20

 

Francisco Lopes e o seu executivo PSD/CDS parecem ter um caso muito bicudo pela frente. As empresas Lamego ConVida (Gestão de Equipamentos Municipais, EEM)  e Lamego Renova (Construção e Gestão de Equipamentos, SA) revelaram-se desastres financeiros e os relatórios de contas de 2013/2014 não deixam grandes dúvidas sobre isso. A juntar a uma dívida do município na ordem de 46 milhões de euros, juntam-se agora eventuais suspeitas de situações de pouca transparência.

Este tipo de “empresas municipais” onde a autarquia mete dinheiro como em saco rôto (3 milhões? 6 milhões? Quem sabe?) parece não passarem de expedientes opacos cujos alcances e contornos carecem de total dilucidação para não impenderem com seu ónus ad perpetuam sobre os seus responsáveis.

Francisco Lopes capitaneia Lamego, a 2ª cidade do distrito com 12 mil habitantes, pelo seu 3º e último mandato. A sua  gestão conjunta com o CDS/PP não tem sido isenta de polémica. O novo Hospital de ambulatório foi disso exemplo, porque imerso em imensa controvérsia política, o multi-usos também — com uma área bruta de construção de 7.933 m2 — afundado noutro tipo de desacordos, a Lamego ConVida, a Lamego Renova e etc…

A dívida que Francisco Lopes vai deixar como herança aos lamecenses será pesada e vai ser paga pelo FAM, que o mesmo é dizer, pelos municípios com boas práticas de gestão, pelos impostos locais e pelos contribuintes portugueses, em geral.

Francisco Lopes está ligado à CIM Douro Sul, é um membro influente da distrital do PSD e, a convite do seu amigo João Cota, integra, também, o Conselho Geral do IPV, et all.

É apontado como próximo candidato a deputado “laranja” pelo distrito. Mas, primeiro, a bem do prestígio que a AR lhe deve merecer, bom seria que todas as eventuais e possíveis questões levantadas com a sua gestão autárquica fossem inequivocamente clarificadas, senão nunca passará do ex-autarca que fez “asneira”, ficou desempregado e foi para deputado… Francisco Lopes merece isso? E Lamego? E o distrito? E o parlamento?

Acreditamos na evolução” é um dos slogans da Lamego ConVida. Nós também. Mas não desta forma, modo e maneira.