Calma…o mundo ainda não acaba hoje

por Paulo Neto | 2015.08.07 - 16:57

 

 

É sempre interessante, estimulante e reconfortante/descoroçoante saber como vai o país e o mundo pelos títulos dos jornais diários, on line. Visitámos aleatoriamente quatro títulos tradicionais, onde se encontra de tudo e para todos os gostos.

 

O CM, coloridamente escandaloso — e quem lhes pode criticar que dê ao leitor o que ele quer? — propõe uma “miúda jeitosa” e de gatas com o título “Sofia Vergara fã de CR7”. Como não sabemos quem é a pequena nem a instituição da qual é fã, ficámos a ver navios…

De seguida arranca com a rábula folhetinesca, em episódios: “Milhões de Vara procurados na Suíça”, ou seja, a continuação da Operação Marquês agora virada para a investigação de Vale do Lobo, com novas revelações (?) acerca do Armando que, possivelmente e a serem verdadeiras, poderão ser um segredo de justiça mal acautelado (!?).

“Mata ex por 300 mil euros”, segue-se-lhe em destaque, na crónica do passional violento que muito tem florescido ultimamente. Se calhar, excesso de filmes USA…

E para rematar “Austeridade – FMI pede mais cortes depois das eleições”, notícia que vem ecoar no tema central do nosso editorial de ontem.

 

De seguida passámos ao anódino e acinzentado Público, para e de novo vir a baile o FMI com a notícia: “FMI acentua dúvidas sobre a devolução da sobretaxa do IRS”, dando grande destaque e imagem ao assunto: “Novo Canal do Suez – Presidente egípcio quer mostrar que tem o mundo a seu lado”… Ora aí está uma notícia importante para os portugueses. Até dá vontade de ir a correr dar um mergulho no Nilo (é esse o rio, não é?).

 

O DN, muito alinhadinho, destaca humanitariamente “Tráfico de animais: Quase 600 apreensões num ano”. Ficámos sem perceber de quê… mas também não é grave. De seguida, na rubrica Entrevista de Agosto, Garrett McNamara descose-se preocupado: “Quando a minha mãe veio à Nazaré só queria que ela não visse as ondas para não se assustar”. Este rapaz é um excelente filho, não acham?

Depois lá volta o “mete-nojo” do FMI à carga: “FMI duvida das metas do governo e pede calma na devolução da sobretaxa”… Já ninguém ignora que, aquando do surgimento destas subliminares advertências, está descarga de esgoto para sair… E eis que o sindicalista convertido afirma: “Líder da UGT elogia descida da taxa e desafia PS a mudar cálculo do desemprego”. Não há nada como passar de uma tijela de caldo verde para um lombinho de lagosta flambé. Até passamos a ter melhor visão…

 

Finalmente, o i, mantendo o excelente lay out (pena é os caracteres serem tão pequeninos) vem-nos informar de que o “Papa recebe durante a pré-campanha eleitoral os 42 bispos portugueses para falar do Estado da Nação”, notícia tão desconcertante quanto nós pensávamos que a Igreja não ingeria em matérias políticas, não andava de braços dados IPSS’s desse país fora com o poder local, nem usufruía de mordomias concedidas pelo poder central. Porém, num facto acreditamos: o Papa Francisco é um homem de bem. Assim fossem todos os pastores…

E junta-lhe um remake das redes sociais: “Novo outdoor do PS volta a gerar paródia nas redes sociais” e nós acrescentamos: Será Costa um estranho aliado de Pedro Passos Coelho? A sondagem hoje anunciada pelo Expresso já dá uma diminuição da diferença de votos para 1,5%… Não se cuidem! E remata com estas “Estado gastou 10 milhões em cinco anos com empresas para atender telefones” e “PSD nervoso com os quatro candidatos presidenciais à direita”. Muito bem, com tanta telefonista até se pode fazer uma campanha eleitoral made in Obama e o PSD, quanto ao nervosismo, sempre pode tomar uns xanax e não se preocupar muito, pois tanto candidato a sucessor de Cavaco só prova o seu vital dinamismo…