A Dona Glória estragou-me o dia… e o Miguel não ajudou

por Paulo Neto | 2016.05.14 - 12:31

Ontem pela meia tarde recebi um telefonema de indicativo 21. Era a Dona Glória da Uxxxxxxx, que gostava muito de falar comigo e, para minha segurança logo reclamava a necessidade de gravar a conversinha. Pois sim, Dona Glória, grave lá a parlenda para sua salvaguarda. Mas o senhor já ultrapassou os 50 anos… Confirma? Claro que ainda confirmo. Amanhã logo se vê. E como sabe, a partir dessa idade a saúde debilita-se. Somos mais atreitos a quedas, acidentes, fracturas luxações. Ah, e o ossos deixam de ser o que eram. Perdem resistência, consistência, ficam quebradiços, estaladiços, é o tempo de se quebrarem. Uma queda na banheira, um tropeçar nas escadas, uma escorregadela no passeio. E então os tendões? Ficam muito atreitos a maleitas, tendinites, sobrecarga dos tendões e etc e tal. Sem contar com… Ó Senhora Dona Glória, resmunguei já numa pré-crise de ciática, ainda tem muitas mais malapatas no catálogo? É para seu bem, para seu conforto, para o seu futuro… Por X euros mês tem direito a 12 mil para curar ossos e tendões, esquírolas e abrasões… só precisa de dizer “sim” e receberá uma carta com o contrato para assinar que lhe tirará todas as preocupações futuras nessa sua senescência. Mas eu tenho o ADSE e o Multicare, tartamudeei já pré hipocondríaco. Melhor! Muito melhor, pois assim fica triplamente protegido…Muito bem, Dona Glória. Mande-me um email com essa lengalenga toda, Mas as pessoas na sua provecta idade têm dificuldades com os computadores. Preferimos uma cartinha, certo? Errado. Mas a senhora acha-me infoexcluído? Não, de modo algum. O senhor é todo infoincluído, mas como sabe,  a partir dos 50 anos as pessoas já não sabem lidar com os computadores até e porque eles são também causas de muitas tendinites e… Ó Dona Glória, obrigadinho. Já deu o seu recado, cumpriu a sua obrigação, deixou-me deprimido, à beira de um ataque de nervos e com uma crise de autoestima, disforia e neurose, além de um cenário pavoroso para o devir. E de facto tem razão… rangem-me os ossos, estalam-me os tendões…. Mas há um exercício que me deixa reconfortadíssimo… dá-me licença? Tome lá um vetusto manguito à moda do Bordalo, tenha um excelente fim de semana e não me aborreça nos próximos 40 anos. Ah! Tem a certeza que gravou tudo para sua segurança? É sexta-feira… vá à sua vida!

(Credo!)

E como se não bastasse tanto incómodo, começar o sábado a saber que o ex-ministro das polícias e AI fez umas “trapalhonices” com o parlamento e o TC a quem escondeu negociatas com os “amigos” dos Gold efectuadas no Brasil (grande Brasil que tantos alberga…!), deixa-nos quase a clamar por socorro.

Logo o Miguel que tinha aquele ar tão sério… Antes a Dona Glória!