')
 
Menu   

Patricia Maia Noronha

Portuguesa, natural de Lisboa. Sou jornalista e também gosto de escrever ficção. O meu livro de contos "Brilho Vermelho" foi vencedor da menção honrosa do prémio Alves Redol 2009. Tenho vindo a publicar esses e outros contos em revistas eletrónicas de Portugal e do Brasil.

Colaboradores, última actividade

“Hamlet – (…) De quem é esta cova, senhor? 1º Coveiro – É minha. Hamlet – Creio, realmente, que seja tua, porque tu é que estás enterrado nela.” (WS, “Hamlet”)     Proveito, onzena e usura ou avidez, aspiração? Ultimamente, mais das vezes, a avidez do proveito. O exercício de procurar o significado inicial de certos vocábulos não […]

19 de Janeiro, 2018

    O inefável João Paulo Rebelo, o ex-sócio de João Cota Rebelo e de Francisco Rebelo – havia um polémico e interventivo livro das 3 Marias: Maria Teresa Horta, Maria Isabel Barreno e Maria Velho da Costa, mas aqui, se algum dia houver, será dos 3 Rebelos – secretário de Estado nomeado pela sua […]

19 de Janeiro, 2018

Começámos esta semana com o dia mais triste do ano. Ou, pelo menos, assim nos quiseram fazer parecer: chegada a terceira segunda-feira do mês de Janeiro, estamos perante o dia mais triste dos 365 que 2018 nos reserva. Ora porque já nos apercebemos que estamos a falhar redondamente com as resoluções de ano novo, ora […]

18 de Janeiro, 2018

Hoje o Jornal de Notícias dá conta que as portagens voltam a aumentar e, admire-se quem quiser, estas aumentam mais nos troços que servem as regiões mais interiores de Portugal, quando comparadas com as do litoral. Podíamos, fôssemos pouco atentos ou mal intencionados, dizer que, mais uma vez, o Governo (este, aquele, etc.) está mais […]

18 de Janeiro, 2018