Viseu já não tem água 100% segura, segundo os vereadores do PS na CMV

A concentração de Trihalometanos (THM) à saída da Estação de Tratamento de Água (ETA) de Fagilde e, daí, ao longo da rede de abastecimento de água de Viseu, está recorrentemente próximo dos limites máximos ou ultrapassa-os.

Tópico(s) Artigo

  • 14:06 | Sexta-feira, 16 de Outubro de 2020
  • Ler em < 1

O Relatório Anual dos Serviços de Águas e Resíduos em Portugal 2020 da ERSAR, recentemente publicado, vem comprovar o alerta que tenho feito pelos vereadores do PS ao Executivo Municipal: Viseu já não tem “Água 100% Segura”.

A concentração de Trihalometanos (THM) à saída da Estação de Tratamento de Água (ETA) de Fagilde e, daí, ao longo da rede de abastecimento de água de Viseu, está recorrentemente próximo dos limites máximos ou ultrapassa-os.

A ETA de Fagilde tem um sistema de pré-desinfeção por cloro claramente ultrapassado – contrariamente à ozonização que se faz nas ETA’s modernas –, o que potencia significativamente a produção de THM.

Para resolução expedita do problema, em devido tempo, submeteram a proposta “Instalação de Uma Unidade Compacta de Ozonização na ETA de Fagilde”; não aprovada, tendo os votos contra do Executivo PSD.

Gosto do artigo
Palavras-chave
Publicado por
Publicado em Última Hora
mersin escort porno porno izle sex hikayeleri maltepe escort pendik escort izmit escort