Universidade de Coimbra é a instituição mais sustentável em Portugal e a 21ª do mundo

A Universidade de Coimbra é a terceira melhor do mundo no alcance do Objetivo de Desenvolvimento Sustentável n.º 2, que ambiciona a erradicação da fome.

Tópico(s) Artigo

  • 8:32 | Quinta-feira, 22 de Abril de 2021
  • Ler em 3 minutos

No ranking geral, que analisa o cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas, a Universidade de Coimbra é a melhor instituição de ensino superior portuguesa, ocupando o 21º lugar em todo o mundo, pelo The Times Higher Education Impact Rankings 2021.

A Universidade de Coimbra é a terceira melhor do mundo no alcance do Objetivo de Desenvolvimento Sustentável n.º 2, que ambiciona a erradicação da fome.

A instituição destacou-se também a nível mundial no cumprimento do ODS 9- Indústria, Inovação e Infraestruturas (13.ª posição mundial) – e do ODS 3- Saúde de Qualidade (44.ª posição mundial).


A Universidade de Coimbra (UC) é a instituição mais sustentável em Portugal e a 21ª do mundo, de acordo com a terceira edição do ranking The Times Higher Education Impact Rankings 2021, divulgado hoje. Com um score total de 92.7 em 100, a UC foi a instituição com um melhor desempenho global em Portugal no cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) das Nações Unidas.

Foi no cumprimento do ODS 2- Erradicar a Fome- que a Universidade de Coimbra obteve uma melhor classificação, sendo considerada a terceira melhor universidade do mundo no cumprimento deste objetivo. A estratégia de combate ao desperdício alimentar da UC, a existência da refeição social (que representou 74% das refeições vendidas em 2019), a disponibilização de cabazes alimentares pelos Serviços da Ação Social da UC às repúblicas universitárias a preços acessíveis (mais de 31 toneladas e de 7,5 mil litros de bens alimentares) ou as iniciativas junto de produtores locais para a escoação de produtos são alguns dos motivos que justificam esta classificação a nível mundial. Destacam-se também os projetos de investigação da UC e participação em consórcios que trabalham na pesquisa de soluções para o setor agroalimentar, como o Mobfood, projeto de investigação e desenvolvimento tecnológico que agrega vários agentes do setor agroalimentar com vista à promoção de uma indústria alimentar nacional mais competitiva ou o Reseed, que estuda o impacto socioeconómico e ecológico da disseminação na europa de produtos alimentares vindos de outros continentes desde o século XVIII.

Além do Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 2, a Universidade de Coimbra destacou-se também no cumprimento do ODS 9- Indústria, Inovação e Infraestruturas- ocupando a 13ª posição a nível mundial. Para este resultado foi fundamental o número de spin-offs criadas (121), o número de patentes ativas (304) e o trabalho desenvolvido pelo Instituto Pedro Nunes, instituição privada sem fins lucrativos criada pela UC, cuja incubadora apoiou 330 empresas, criou 2.600 postos de trabalho altamente qualificados e gerou uma média anual de 190 milhões de euros de volume de negócios. De destacar ainda, dentro deste ODS, iniciativas da UC como “Energia para a Sustentabilidade (EfS)”, uma resposta a desafios na área da energia e desenvolvimento sustentável ou o “Ageing Coimbra”, um consórcio facilitador da génese de projetos inovadores na área do envelhecimento ativo e saudável que pretende, igualmente, ser um estimulador da economia e do empreendedorismo jovem em torno dos serviços de saúde.

Nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável onde a UC obteve um melhor desempenho temos ainda o ODS 3- Saúde de Qualidade, onde a instituição ocupa o 44º lugar a nível mundial. Para o alcance deste objetivo destacam-se projetos como o UC+Ativa em casa, que consiste na disponibilização de programas de atividade física em níveis distintos; o UC Transforma, uma plataforma de voluntariado da Universidade de Coimbra para todos, que pretende juntar Projetos e Ações de Voluntariado, onde se contabilizam já, desde o seu recente lançamento, 467 horas de voluntariado realizadas, 16 organizações registadas e 19 iniciativas realizadas; a disponibilização de alguns serviços de saúde de forma gratuita, como o apoio psicológico e psiquiátrico para os profissionais de saúde da linha da frente; e a colaboração com as entidades de saúde locais, nacionais e internacionais.

“Estes resultados são um motivo de orgulho e de incentivo mas são tão encorajadores quanto desafiantes porque há muito mais caminho por percorrer do que aquele que já foi trilhado”, revela Amílcar Falcão, Reitor da Universidade de Coimbra. “Criar consciência social, dar o exemplo e congregar esforços são fundamentais para que os objetivos coletivos sejam atingidos, envolvendo os nossos estudantes para quem o amanhã irá ser o mundo em que terão de viver”, acrescenta.

O The Times Higher Education Impact Rankings tem como objetivo medir o sucesso global das universidades no cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. No total, o The Times Higher Education Impact Rankings contabiliza 18 rankings: um ranking por ODS e um ranking global. A Universidade de Coimbra encontra-se no top 100 mundial em nove dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

Para estes rankings é analisada a forma como a investigação, o ensino e a gestão das instituições contribuem para o alcance dos ODS definidos pelas Nações Unidas, constituindo-se como o único instrumento mundial de avaliação destes compromissos.

Gosto do artigo
Palavras-chave
Publicado por
Publicado em Última Hora

Office Lizenz Kaufen Windows 10 pro lizenz kaufen Office 2019 Lizenz Office 365 lizenz kaufen Windows 10 Home lizenz kaufen Office 2016 lizenz kaufen windows lisansları windows 10 pro satın al follower kaufen instagram follower kaufen porno