Projeto “Memória Sobre Rodas” mostra o melhor de Castro Daire

Em 2018, o Município de Castro Daire, através da sua Biblioteca Municipal, e em parceria com a Binaural Nodar, lançaram o projeto “Memória Sobre Rodas”, uma iniciativa integrada de pesquisa etnográfica.

Texto Rua Direita Fotografia Direitos Reservados (DR)

Tópico(s) Artigo

  • 22:02 | Sexta-feira, 24 de Abril de 2020
  • Ler em 2 minutos

Em 2018, o Município de Castro Daire, através da sua Biblioteca Municipal, e em parceria com a Binaural Nodar, lançaram o projeto “Memória Sobre Rodas”, uma iniciativa integrada de pesquisa etnográfica do seu riquíssimo património cultural o qual encerra, entre outras, a novidade de usar um recurso disponível, o bibliomóvel da Biblioteca Municipal de Castro Daire, o qual passou também a ser um estúdio móvel de registo sonoro e audiovisual.

O Arquivo Digital Memória Sobre Rodas pode ser entendido como uma das faces visíveis e perenes de um projeto que pretende deixar um lastro sistemático e partilhável e que possa por sua vez influenciar outras iniciativas – associativas, das juntas de freguesias, etc. – no concelho de Castro Daire.

O lema do projeto “Memória sobre Rodas” é “o património somos nós”, uma forma de evidenciar que o conhecimento etnográfico reside em cada aldeia, em cada casa e em cada família, fazendo parte do fluxo de memórias que vêm dos antepassados, o qual urge cuidar, divulgar e projetar para o futuro de forma a que o município de Castro Daire seja conhecido cada vez mais pelo seu contexto geográfico e cultural absolutamente único.

A motivação para o projeto partiu de uma série de reflexões desenvolvidas no âmbito de processos coletivos de “brainstorming”, as quais temos o prazer de partilhar.

As bibliotecas municipais do interior são, por um lado, pólos culturais por excelência mas, como todas as bibliotecas, encerram desafios derivados da mudança de hábitos de leitura e do atual contexto de acesso digital universal a conteúdos publicados.

Em Castro Daire, a biblioteca é desde há quase duas décadas o epicentro de uma programação cultural inovadora com ateliês, exposições, concertos, sessões de contos etc. em articulação permanente com estruturas culturais, associações locais, juntas de freguesia, etc.

Uma das iniciativas representativas do trabalho da biblioteca é a itinerância do bibliomóvel pelas aldeias, a maioria serranas, de acordo com um calendário definido e em que, para além do empréstimo de livros, se desenvolvem outras ações de divulgação, de “storytelling” etc.

Sendo Castro Daire um município de montanha com uma densa malha de aspetos etnográficos, o município associou-se a uma estrutura cultural da região com uma longa experiência na área, a Binaural Nodar, para a transformação do bibliomóvel num estúdio móvel sonoro e vídeo de recolha de memórias e tradições.

Este é um projeto que se declina em últimas ações para além das próprias recolhas: ateliês, exposições, tertúlias, publicações etc., as quais se ligam de forma profunda à documentação organizada e partilhada deste Arquivo Digital Memória Sobre Rodas.

Este é um projeto que inclui a capacitação técnica da equipa da biblioteca municipal e de outras áreas do Município de Castro Daire, de forma a que exista um grau crescente de flexibilidade e autonomia no desenvolvimento das recolhas, efetuadas tanto pela Binaural Nodar como pela equipa da biblioteca municipal, do museu municipal, etc.

O projeto constitui igualmente o resultado de parcerias entre agentes locais, no caso uma biblioteca municipal e uma estrutura cultural e de investigação profissional, sendo que ambas as organizações integram por sua vez a sua rede de contactos e de parceiros no próprio projeto, mostrando-se assim como um trabalho de verdadeira cooperação pode beneficiar o próprio território.

Gosto do artigo
Palavras-chave
Publicado por
Publicado em Última Hora