PAN quer impedir que deputados ocupem cargos no futebol e demais modalidades desportivas

Na proposta do PAN, os deputados passarão a dispor de 120 dias para renunciar aos mandatos em cargos em órgãos sociais de clubes, federações ou ligas envolvidas em competições desportivas, sob pena de perda do mandato.

Tópico(s) Artigo

  • 23:53 | Sexta-feira, 22 de Maio de 2020
  • Ler em 2 minutos

O Grupo Parlamentar do PAN – Pessoas-Animais-Natureza deu hoje entrada no Parlamento de um projeto de lei que visa assegurar o alargamento do regime das incompatibilidades no exercício do cargo de deputado, de modo a impedir que os deputados possam integrar órgãos sociais de entidades envolvidas em competições desportivas profissionais, incluindo as respetivas sociedades acionistas. Isto significa que a ser aprovado este projeto do PAN, contrariamente ao que hoje sucede em alguns casos, os deputados passarão a não poder integrar órgãos sociais de clubes, de federações ou ligas envolvidas em competições desportivas profissionais, como é o caso do Futebol em concreto.

Esta proposta pretende transpor para o plano de funcionamento da Assembleia da República aquelas que foram as alterações que, na legislatura passada, se aprovaram relativamente aos magistrados judiciais e aos magistrados do Ministério Público (e que limitaram a participação destes nestes órgãos sociais, em nome da credibilização do poder judicial).

“Atendendo ao crescente descrédito da Assembleia da República (visível nos barómetros do Eurostat) e à necessidade de limitar as excessivas e pouco éticas ligações da política ao futebol, esta proposta pretende assegurar um reforço do compromisso dos deputados com o interesse público e com a credibilização das instituições democráticas, algo que, hoje, já é exigível aos deputados por força do Código de Conduta. Código este que, devido à falta de mecanismos de sanção, é ignorado por alguns”, sublinha o Porta-voz e deputado do PAN, André Silva.

Para André Silva, é importante, por exemplo, recordar que “o futebol é um mundo marcado por uma grande falta de transparência, por um conjunto de suspeições e por controvérsias, em que os Deputados não devem estar envolvidos, sob pena de descredibilizarem a Assembleia da República e de porem em causa a confiança dos cidadãos nos Deputados e na política”.

Na proposta do PAN, os deputados passarão a dispor de 120 dias para renunciar aos mandatos em cargos em órgãos sociais de clubes, federações ou ligas envolvidas em competições desportivas, sob pena de perda do mandato.

 

Gosto do artigo
Palavras-chave
Publicado por
Publicado em Última Hora