“O Partido Socialista e ser PS – L’État sommes-nous!”, denuncia a distrital do PSD Viseu

Depois do folhetim do Secretário de Estado e candidato à federação com a nomeação militante/apoiante/motorista de Cinfães; depois do folhetim com a seleção da empresa para realização das análises dos testes à COVID e a não surpreendente escolha para número dois a diretora da segurança social...

Tópico(s) Artigo

  • 18:04 | Sexta-feira, 03 de Julho de 2020
  • Ler em 2 minutos

A Comissão Política Distrital do PSD Viseu denuncia aquilo que considera ser a promiscuidade mo seio do PS Viseu.

“A Comissão Política Distrital do PSD de Viseu lamenta e repudia a promiscuidade com que os dirigentes e governantes do partido socialista têm conduzido o processo eleitoral para a federação distrital do PS.

Depois do folhetim do Secretário de Estado e candidato à federação com a nomeação militante/apoiante/motorista de Cinfães; depois do folhetim com a seleção da empresa para realização das análises dos testes à COVID e a não surpreendente escolha para número dois a diretora da segurança social; depois do folhetim de noticias relativas à substituição do Conselho de Administração do Centro Hospitalar Tondela Viseu, em pleno pico da pandemia, para agradar a apoiantes… agora a guerrilha socialista também se instalou na direção regional de florestas, após a demissão da Diretora Regional das Florestas, Teresa Fidélis. Isto é o PS!


A disputa interna revela que o modus operandi do PS é o de sempre: servir-se do aparelho do Estado para fins partidários.

Não podemos, portanto, deixar de manifestar o nosso total repúdio pelo modo como o Governo também se deixa condicionar pelas eleições para as federações distritais do partido socialista. As manutenções dos impasses, na nomeação do conselho de administração do CHTV e de um novo responsável pela Direção Regional das Florestas do Centro, demonstram bem que, mais do que a defesa do interesse público, o Governo está ao serviço da defesa dos interesses dos camaradas de partido.

É incompreensível e inaceitável que num período tão sensível como o da época de incêndios, numa região com tão vasta área de floresta e fustigada por incêndios, se aguarde pela realização de eleições do partido para, eventualmente, satisfazer a vontade da fação vencedora; ora nomeando Viriato Garcês, apoiante de João Paulo Rebelo, ou Maria de Fátima Araújo, irmã da presidente da comissão política concelhia de Viseu, apoiante de José Rui Cruz.

Perante a ligeireza do Governo e o atrevimento dos candidatos, fica clara a visão que os dirigentes do partido socialistas têm do Estado. Com a devida adaptação a uma citação atribuída a Luís XIV, rei de França, para o partido socialista “l’État sommes-nous.”

Enquanto o partido socialista se entretém a ser PS, esperemos que a demora na indicação de novo responsável pela Direção Regional de Florestas do Centro, não seja uma réplica de 2017, aquando substituição dos comandantes distritais de operação de socorro…”
(Foto DR)

Gosto do artigo
Palavras-chave
Publicado por
Publicado em Última Hora

Office Lizenz Kaufen Windows 10 pro lizenz kaufen Office 2019 Lizenz Office 365 lizenz kaufen Windows 10 Home lizenz kaufen Office 2016 lizenz kaufen windows lisansları windows 10 pro satın al follower kaufen instagram follower kaufen porno