Escola Superior de Saúde de Coimbra faz testes de despistagem à Covid-19 em Mortágua

A Escola Superior de Tecnologia de Saúde do Politécnico de Coimbra está a realizar testes de despistagem à COVID-19 em Mortágua, no âmbito de uma parceria

Tópico(s) Artigo

  • 22:13 | Quinta-feira, 14 de Maio de 2020
  • Ler em < 1

A Escola Superior de Tecnologia de Saúde do Politécnico de Coimbra (ESTeSC-IPC) está a realizar testes de despistagem à COVID-19 em Mortágua, no âmbito de uma parceria estabelecida com a autarquia local. Serão realizadas 300 colheitas, entre elementos dos serviços municipais, bombeiros, GNR e Santa Casa da Misericórdia do concelho. Todas as amostras serão processadas nos laboratórios da Escola.

A ESTeSC dá, assim, continuidade ao trabalho que já vinha a realizar junto da comunidade desde finais de abril, com o apoio à realização de testes no município da Lousã. Em Mortágua, a Escola apresenta-se com uma equipa reforçada, composta por quatro docentes e três estudantes do 4º ano da licenciatura em Ciências Biomédicas Laboratoriais.

“Estamos a realizar entre 50 a 65 colheitas diárias”, descreve Fernando Mendes, docente responsável pela coordenação do projeto. As amostras são, depois, transportadas para os laboratórios da ESTeSC, onde são processados os testes serológicos. “Pesquisando a presença ou ausência de anticorpos anti SARS-CoV-2 IgG e IgM e quantificação de proteína C reativa, é possível determinar se indivíduo já teve contacto com o vírus ou não”, explica Fernando Mendes, acrescentando que este tipo de teste permite a obtenção de resultados no próprio dia.

De salientar que os testes serológicos devem ser utilizados como auxiliar de diagnóstico à Covid-19 e não como critério único de diagnóstico, devendo os resultados ser interpretados em conjunto com a situação clínica e, caso se justifique, com a validação dos resultados através do teste PCR (com recurso a zaragatoa).

Gosto do artigo
Palavras-chave
Publicado por
Publicado em Última Hora