Equipa da UC participa em estudo internacional sobre intenções, sentimentos e comportamentos relacionados com a COVID-19

O projeto abrange três estudos diferentes e consiste numa parceria internacional, envolvendo mais de 100 laboratórios e departamentos em universidades e institutos de vários países, estando em curso a tradução para cerca de 50 línguas diferentes.

Tópico(s) Artigo

  • 18:47 | Sexta-feira, 19 de Junho de 2020
  • Ler em 2 minutos

Uma equipa da Universidade de Coimbra (UC) está a participar num projeto internacional que visa estudar intenções, sentimentos e comportamentos relacionados com a COVID-19. O foco desta investigação está na avaliação das políticas e medidas adotadas face à pandemia mundial atual, procurando perceber se as estratégias a desenvolver poderão ser comuns ou se dependem do contexto cultural.

«A consideração de populações de diversos países espalhados pelos cinco continentes é particularmente relevante, pela questão das variações culturais. Pandemias como a COVID-19, bem como desastres decorrentes das alterações climáticas, demonstram que estes fenómenos não escolhem lugar. Só levando a cabo estudos à escala mundial se poderá perceber se as medidas a implementar podem ser partilhadas ou se existe uma dependência cultural e contextual que deve ser tida em conta», afirmam as investigadoras que participam no projeto, Ana Ferreira, Daniela Sousa e Inês Almeida.

O projeto abrange três estudos diferentes e consiste numa parceria internacional, envolvendo mais de 100 laboratórios e departamentos em universidades e institutos de vários países, estando em curso a tradução para cerca de 50 línguas diferentes.


Em Portugal, além da Universidade de Coimbra, através do centro de investigação CIBIT-ICNAS e da Faculdade de Medicina (FMUC), participam no estudo a Universidade do Porto (UP) e o Instituto Universitário de Lisboa (ISCTE-IUL).

A equipa do ISCTE-IUL é coordenada pela professora Patrícia Arriaga e a da Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto pelo professor Samuel Lins.

«Esta sinergia beneficia do uso de ferramentas colaborativas que permitem a partilha e o uso de informação a partir de repositórios e plataformas de acesso aberto, reforçando a importância de um paradigma de ciência aberta», notam Ana Ferreira, Daniela Sousa e Inês Almeida.

A investigação tem como alvo a população adulta (a partir dos 18 anos), sem limite de idade. O questionário decorre inteiramente online, sendo todos os dados anónimos. Mais informações sobre o estudo e ligação para participar estão disponíveis na página: https://voluntarios.cibit.uc.pt/psacovid/.

 

Gosto do artigo
Palavras-chave
Publicado por
Publicado em Última Hora

Office Lizenz Kaufen Windows 10 pro lizenz kaufen Office 2019 Lizenz Office 365 lizenz kaufen Windows 10 Home lizenz kaufen Office 2016 lizenz kaufen office lisans satın al office 2019 satın al follower kaufen instagram follower kaufen