Uma distopia

Diz-se, ainda não há “pico de gripe”, há sinais de aceleração. A gripe está a caminho. As Urgências já estão congestionadas. Vale perguntar: porquê?!

Tópico(s) Artigo

  • 21:29 | Segunda-feira, 17 de Fevereiro de 2020
  • Ler em < 1

Em 2017, Viseu (3.930) e Guarda (3.932) são dois dos distritos com maior número de idosos a viver em situação de vulnerabilidade, sinalizados pela GNR.

São números que apontam pistas para explicar a sobrelotação dos hospitais públicos.

Diz-se, ainda não há “pico de gripe”, há sinais de aceleração. A gripe está a caminho. As Urgências já estão congestionadas. Vale perguntar: porquê?!


Entre outras razões, por haver gente que vive muito mal. Subnutrida. Sozinha. Com frio e sem agasalhos. Cada vez mais idosos abandonados nas suas próprias casas. E gente sem casa, na rua, sem recursos e meios. Os idosos necessitam de quem cuide deles. É com eles que as urgências e as camas dos hospitais se esgotam e caminham para a pré-rotura.

Quando chegar mesmo o pico de gripe, como será?!… Vão sobrar as queixas de que o SNS não responde. Certo é que o SNS desespera por ser o único local de recurso dos deserdados da vida — as urgências são uma distopia. Vai daí, a pergunta: será que algum dia um ainda melhor SNS poderá resolver a parafernália de problemas sociais que desaguam nos serviços de urgência?!…

Gosto do artigo
Palavras-chave
Publicado por
Publicado em Opinião

Office Lizenz Kaufen Windows 10 pro lizenz kaufen Office 2019 Lizenz Office 365 lizenz kaufen Windows 10 Home lizenz kaufen Office 2016 lizenz kaufen windows lisansları windows 10 pro satın al follower kaufen instagram follower kaufen porno