SUSTENTABILIDADE E COOPERAÇÃO

  Recebemos com agrado a notícia da subida de 2,2%, face a 2017, dos valores protocolados em resultado da adenda ao Compromisso de Cooperação para o Setor Solidário para o biénio 2017-2018. Esta revisão em alta ajuda a equilibrar os pratos da balança em função da inflação e do aumento dos custos, sendo de salientar […]

  • 8:52 | Quarta-feira, 30 de Maio de 2018
  • Ler em 3 minutos

 

Recebemos com agrado a notícia da subida de 2,2%, face a 2017, dos valores protocolados em resultado da adenda ao Compromisso de Cooperação para o Setor Solidário para o biénio 2017-2018.

Esta revisão em alta ajuda a equilibrar os pratos da balança em função da inflação e do aumento dos custos, sendo de salientar o aumento do salário mínimo nacional (uma medida que consideramos justa, mas que tem um forte impacto no nosso equilíbrio orçamental).

Ao analisarmos o documento produzido pelo grupo de trabalho no âmbito da Coordenação Nacional para a Reforma do Serviço Nacional de Saúde (SNS) para a área dos Cuidados Continuados Integrados, com a colaboração da Coordenação para a Reforma do SNS na área dos Cuidados de Saúde Primários – Bases para a Definição de Políticas Públicas na Área das Demências – no que concerne ao item Mapeamento das respostas existentes a nível nacional para prestação de cuidados a pessoas com demência, constatou-se o seguinte:

“São muito poucas as respostas sociais existentes a nível nacional, com acordo de cooperação em vigor com o Instituto de Segurança Social (ISS, IP) e com intervenção especializada na prestação de cuidados a pessoas com demência.

Identificam-se uma ERPI e quatro Centros de Dia da Associação Portuguesa de Familiares e Amigos dos Doentes de Alzheimer. Foi ainda criada em 2013 a Unidade de Cuidados Continuados Bento XVI, por iniciativa da União das Misericórdias Portuguesas, integrada na RNCCI, destinada a pessoas com demência. “

Mesmo tendo sido dada a garantia, por parte do Excelentíssimo Senhor Ministro da Saúde, Adalberto Campo Fernandes, da criação de uma Estratégia Nacional para a Demência – “O governo vai aprovar muito em breve uma estratégia nacional na área das demências, em que um ponto-chave será a cooperação intersetorial, e em que o foco estará no cidadão e nas famílias “(20 de setembro de 2017, IN DN) – a constatação do grupo de trabalho, coordenado pelo Prof. Dr. Manuel Lopes (Coordenador Nacional da Reforma do Serviço Nacional de Saúde para a área dos Cuidados Continuados Integrados) e pelo Prof. Dr. António Leuschner (Conselho Nacional de Saúde Mental), merece ser alvo de um debate nacional que envolva o Estado (leia-se Ministérios do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social e do Emprego e da Saúde), Famílias, Cuidadores e Instituições dos sectores solidário e privado.

Há uma questão de partida que deve ser colocada:

Por que razão existem poucas respostas sociais especializadas na prestação de cuidados a pessoas com demência?

Infelizmente, é com um sentimento mesclado de angústia e de impotência que o escrevo, as poucas respostas sociais especializadas – ERPI e quatro Centros de Dia da Alzheimer Portugal – poderão, neste momento, estar em risco de se tornarem insustentáveis face à anunciada conversão, com revisão em baixa, dos acordos atípicos, atualmente em vigor, em respostas típicas, em função de uma análise casuística.

A especificidade e a qualidade dos cuidados que prestamos às pessoas com demência, não são realizáveis sem o imperativo reforço das equipas de trabalho multidisciplinares, devidamente formadas e orientadas segundo o modelo de Abordagem Centrada na Pessoa que visa normalizar a vida das pessoas com demência, dos seus cuidadores e familiares, almejando a edificação de uma comunidade amiga das pessoas com demência.

Em 2018, assinalamos os 30 da Alzheimer Portugal!

Fique atento e participe nas iniciativas que serão desenvolvidas e que ganharão mais sentido com a sua participação…

Tome nota: Passeio da Memória; Conferência; Café Memória; Café Memória Faz-se à Estrada; Eu no Museu; Amigos na Demência; Memo e Kelembra; Palestras; Sessões de Informação; Formação (presencial e à distância); Grupos de Suporte; Exposições….

Para não perder nada e organizar melhor a sua agenda, siga-nos no site ; no Facebook ; no Twitter ; e no Instagram  .

 

 

Gosto do artigo
Publicado por
Publicado em Opinião

Office Lizenz Kaufen Windows 10 pro lizenz kaufen Office 2019 Lizenz Office 365 lizenz kaufen Windows 10 Home lizenz kaufen Office 2016 lizenz kaufen office lisans satın al office 2019 satın al