O ciclismo em Agosto de 1904

Sobre bicicletas, escrevem outros. O Ateneu Comercial de Lisboa estava a promover um passeio velocipédico ao Estoril.

Tópico(s) Artigo

  • 21:35 | Terça-feira, 03 de Março de 2020
  • Ler em 2 minutos

Em 1904, começava em Sintra a construção do Palácio da Regaleira. Imbuído de cientificidade sociológica, Augusto Fuschini tentava medir a acção da humidade, da temperatura, da luz e das propriedades visuais da paisagem na arte de um país. Foi inaugurado um velódromo no Jardim Zoológico de Lisboa, de que resultou uma fotografia. Regista um desfile e não uma corrida.

O jovem João Pacífico escrevia as crónicas quinzenais como se tivesse setenta anos. Em meados de Agosto, dois meses depois do dia em que James Joyce pôs uma personagem a deambular infinitamente por Dublin, resolveu contestar o provérbio que diz primeiro de Agosto, primeiro de Inverno. O tempo permanecia quente, tão quente que lhe fazia desejar as amenidades de Setembro.

Neste ponto, o Anastácio voltou a levantar a pala do boné.

– Isso é que são notícias de ciclismo?

Estamos na Curia, uma estância que nasceu para doenças de pele e articulações. Em Lisboa, João Pacífico escreve com graça: «Quando consultamos os sábios esculápios e lhes descrevemos os achaques que nos vão derreando a pouco e pouco, é raro que não venha o artritismo para justificar as dores nos joelhos e nos lombos, e ainda as digestões difíceis. As enterites, os catarros e os defluxos; é tudo artrítico, ácido úrico em excesso, é preciso eliminá-lo, fazê-lo desaparecer do organismo.» Para isso, digo eu, se estão a fazer as termas da Curia.

– E o cronista o que pensa do assunto?

Ri-se. Antigamente, era tudo flato, nervoso e gota. O que a ciência tem progredido! É pena que, apesar de ela estar certíssima, nota o nosso João, «todos vão morrendo como dantes».

– E bicicletas?

Sobre bicicletas, escrevem outros. O Ateneu Comercial de Lisboa estava a promover um passeio velocipédico ao Estoril, com corridas de fitas, púcaras e negativas. Cada excursionista paga mil réis e ganha direito ao almoço num hotel. No dia 20, disputar-se-ia em Viana do Castelo, pela terceira vez, o Campeonato de Portugal. Nas Caldas da Rainha, seria inaugurado o «maior velódromo do país», com um prémio pecuniário de 90000 réis. No velódromo do Jardim Zoológico, um motociclista atingiu «a velocidade enorme de 63300 metros à hora». Na inauguração, cerca de cinco mil pessoas viram uma corrida de bicicletas terçada por cinco atletas. A vitória resultou de uma luta titânica entre António Lopes e Ernesto Zenoglio, de que o primeiro saiu vencedor.

– Há fotografias?

Já disse que sim: uma do desfile inaugural no velódromo do Jardim Zoológico. Quatro senhores muito compostos, encasacados, observados por uma dúzia de cavalheiros de chapéu branco. Isto é o que encontro na revista de 15 de Agosto. Deixa ver a outra.

Gosto do artigo
Palavras-chave
Publicado por
Publicado em Opinião