Momento Tchernobyl

Nos Estados Unidos, Donald Trump desacreditou a Democracia para lá de tudo o que os ditadores, onde quer que estivessem, poderiam sequer sonhar.

Tópico(s) Artigo

  • 21:22 | Sexta-feira, 01 de Janeiro de 2021
  • Ler em < 1

No início do ano passado dirigentes ocidentais apressaram-se a dizer que o Partido Comunista Chinês estava a viver o seu “momento Tchernobyl”.

Lembremos que a catástrofe nuclear na Ucrânia, em 1986, foi precursora da queda da URSS em 1991.

Hoje parece que tais perspectivas eram manifestamente exageradas.


Afinal China está e sair reforçada do “seu Tchernobyl”.

Tem a pandemia controlada.

Tem uma vacina para a pandemia.

Tem-na prometida aos países emergentes em dezenas de milhões e a um preço irrisório o que alargará a sua área de influência.

Concluiu um acordo comercial com a Europa no qual continua a não ter que subscrever as Convenções fundamentais da OIT contra o trabalho forçado.

(Este acordo só pode ser compreendido porque a Alemanha o considerava fundamental para os seus interesses e quis garanti-lo na sua presidência).

Ao contrário, no Ocidente vemos as suas principais bandeiras serem manchadas e postas em causa, sabe Deus com que consequências.

Nos Estados Unidos, Donald Trump desacreditou a Democracia para lá de tudo o que os ditadores, onde quer que estivessem, poderiam sequer sonhar.

A Europa viu pilares fundamentais – a livre circulação, a apregoada excelência dos sistemas de saúde e de proteção social – serem postos em causa com a pandemia.

Assim quem é que está a ter o “momento Tchernobyl”?

 

(Foto DR)

Gosto do artigo
Palavras-chave
Publicado por

Office Lizenz Kaufen Windows 10 pro lizenz kaufen Office 2019 Lizenz Office 365 lizenz kaufen Windows 10 Home lizenz kaufen Office 2016 lizenz kaufen windows lisansları windows 10 pro satın al follower kaufen instagram follower kaufen porno