Hora de tomar decisões duras. Para quando o cancelamento da Feira de S. Mateus

Os prejuízos económicos são incalculáveis, visto que são eventos à escala mundial, mas um bem maior e mais importante se eleva: o da preservação da saúde pública.

Texto Carlos Cunha Fotografia Direitos Reservados (DR)

Tópico(s) Artigo

  • 20:50 | Quinta-feira, 02 de Abril de 2020
  • Ler em < 1 minuto

Quando vemos grandes eventos internacionais serem cancelados por causa da Covid 19, temos de ponderar, por muito que nos custe a todos, adiar as principais festas locais.

O campeonato da Europa de Futebol foi adiado, assim como o maior evento desportivo mundial, os Jogos Olímpicos, que se iriam realizar na cidade de Tóquio. O torneio de ténis de Wimbledon, um dos quatro do Grand Slam, que se tinha realizado ininterruptamente desde o final da II Guerra Mundial, foi cancelado e reagendado para 2021.

Os prejuízos económicos são incalculáveis, visto que são eventos à escala mundial, mas um bem maior e mais importante se eleva: o da preservação da saúde pública.

Por Viseu, o Executivo Municipal já teve de tomar medidas duras para conter a afluência a determinados espaços públicos, destacando-se o encerramento da Feira Semanal e da Ecopista do Dão, esta última por haver demasiada gente que parece não fazer caso com os ajuntamentos de pessoas e com o que isso representa para a propagação do terrível vírus.

Aqui chegados e a bem da saúde de todos, terá o Executivo Municipal de anunciar aquilo que a todos parece óbvio, ainda que nenhum de nós o desejasse, que é o adiamento das festas/eventos de Verão, no concelho de Viseu, incluindo a nossa Feira de S. Mateus.

É certo que tal representa uma machadada muito pesada na economia local, mas há decisões, que por mais difíceis que sejam têm de ser tomadas a bem da saúde de todos. Fica a expectativa, de no futuro, nos podermos reencontrar nesses eventos de que tanto gostamos.

Gosto do artigo
Palavras-chave
Publicado por
Publicado em Opinião