Eleições autárquicas em Viseu

O PSD teve de encontrar à última da hora um candidato para substituir o malogrado Almeida Henriques, já indigitado pelo partido. Quando se esperava uma renovação, o PSD aposta numa liderança conservadora preocupada essencialmente com o momento, candidatando, uma vez mais, o seu principal trunfo eleitoral. Acontece que Fernando Ruas foi também, nos últimos 7 anos, um dos principais críticos internos da liderança de Almeida Henriques, lançado indirectas que visavam a estratégia de governação seguida.

Tópico(s) Artigo

  • 19:36 | Quarta-feira, 21 de Julho de 2021
  • Ler em 2 minutos

As eleições autárquicas estão próximas e os partidos vão dando a conhecer os diferentes candidatos.

Dos candidatos já apresentados à Câmara Municipal, os cabeças-de-lista são maioritariamente homens. O Bloco é o único partido que, em matéria de género, faz a diferença, apresentando uma mulher com experiência política autárquica.

O PSD teve de encontrar à última da hora um candidato para substituir o malogrado Almeida Henriques, já indigitado pelo partido. Quando se esperava uma renovação, o PSD aposta numa liderança conservadora preocupada essencialmente com o momento, candidatando, uma vez mais, o seu principal trunfo eleitoral. Acontece que Fernando Ruas foi também, nos últimos 7 anos, um dos principais críticos internos da liderança de Almeida Henriques, lançado indirectas que visavam a estratégia de governação seguida.


Ruas sempre disse que as obras ficam e a festa acaba e é com este lema que se apresenta ao eleitorado. O PSD insiste na mesma receita de sempre, mas pode acontecer que o eleitorado, desta vez, esteja na disposição de apostar numa alternativa diferente.

O CDS consegue uma renovação que se assinala, apresentando um candidato de perfil conservador. Quanto às propostas acertou no slogan, o resto a seu tempo se saberá.

O Chega será, neste momento, uma das maiores incógnitas, despertando, por isso, a curiosidade, de se saber quanto valerá nas urnas e se esse resultado será suficiente para projetar o partido em Viseu.

O PS apresenta um candidato de meia idade, com experiência de governação autárquica, empenhado em conquistar a Câmara, surpreendendo muitos com a agilidade e facilidade com que rapidamente se conseguiu implantar nas 25 freguesias do concelho. Se conseguir fixar o eleitorado tradicional socialista e acrescentar o extenso número de independentes que captou para este projeto autárquico, João Azevedo poderá constituir uma agradável surpresa eleitoral.

Outra situação que pode ocorrer, atendendo ao número de partidos na corrida autárquica, é a de um eventual governo de coligação, liderado por PSD ou PS, que trará à política viseense uma diferente perspectiva.

Gosto do artigo
Palavras-chave
Publicado por
Publicado em Opinião

Office Lizenz Kaufen Windows 10 pro lizenz kaufen Office 2019 Lizenz Office 365 lizenz kaufen Windows 10 Home lizenz kaufen Office 2016 lizenz kaufen windows lisansları windows 10 pro satın al follower kaufen instagram follower kaufen porno