Um Polaco Pequenino, Fraco e Pouco Inteligente

por Alexandre Borges | 2017.03.03 - 09:23

 

Ontem um qualquer eurodeputado polaco, talvez melindrado pelo facto de a chanceler do seu “querido” país vizinho ser uma mulher, afirmou no Parlamento europeu que “as mulheres devem ganhar menos pois são mais fracas, mais baixas e menos inteligentes que os homens”.

A gravidade desta afirmação só existe porque este abjecto ser é eurodeputado. Não fosse esse o caso ela apenas seria a revelação do homem pequenino que a proferiu, um velhaco, com uma história de vida provavelmente frustrada no que às mulheres diz respeito. Um certo psicanalista austríaco explicou isso relativamente bem.

A resposta foi-lhe dada por uma eurodeputada basca. Pena que no meio de tanto eurodeputado homem, não tenha havido um único que se tenha levantado (ou pelo menos ameaçado), dirigir-se a ele e dizer: -“Leva estes dois estalos porque é mais fraco, mais baixo e menos inteligente do que eu. Esse conjunto de características retira-lhe segundo diz o direito a sequer argumentar. Calou!!!!”

Pena… Era, provavelmente, a resposta mais adequada.

Natural de Canas de Senhorim. Licenciado em geologia pela UC. Virulentamente bombeiro. Gosta de discussões cordiais, de vaguear pelo mundo munido de auscultadores.

Pub