BOLSA DE TERRAS: UM PROJETO INOVADOR

por José Carreira | 2015.08.21 - 09:37

 

 

O Ministério da Agricultura e do Mar criou um projeto – Bolsa de Terras – que visa potenciar o máximo aproveitamento e utilização do território rural português. Foi criado um mecanismo de facilitação do conhecimento das terras disponíveis que dispõe de um sistema de informação, em suporte informático (http://www.bolsanacionaldeterras.pt/#) e de uma rede de entidades de proximidade ao cidadão (GeOp)[1]. Sendo um dos problemas da agricultura portuguesa a dificuldade de acesso à terra, o principal objetivo da Bolsa Nacional de Terras é facilitar o acesso à terra.

No portal da internet da Bolsa de terras, podem ser consultadas as terras disponíveis, de entidades privadas (particulares e empresas) e do domínio privado do Estado, das autarquias locais e de quaisquer outras entidades públicas.

Já tinha ouvido falar deste projeto do Governo, mas não o conhecia bem. Tive a oportunidade de o ficar a conhecer melhor no Dia da ADDLAP, 18 de agosto, comemorado com a realização de várias  iniciativas na Feira de São Mateus. A ADDLAP é uma entidade reconhecida GEOP – Gestora Operacional da Bolsa de Terras.

A sessão de divulgação da Bolsa de Terras foi muito útil porque deu a conhecer a existência do projeto e os seus objetivos, potenciando a possibilidade de mais pessoas poderem aderir à bolsa, disponibilizando as suas terras que não estejam a ser utilizadas e possam ir ao encontro da procura existente de terras.

Não tenho competência para analisar o potencial do projeto, mas creio que poderá ser um instrumento importante para: aumentar e rentabilizar as terras disponíveis, contribuir para a fixação de novos empresários agrícolas e reforçar os projetos dos que há muitos anos se dedicam à agricultura, à floresta, à silvicultura…

 

 

[1] http://www.bolsanacionaldeterras.pt/docbt/geop_docs/Lista_GEOPs.pdf