O Rua Direita fez 3 anos

por Paulo Neto | 2016.11.29 - 11:06

 

 

O Rua Direita foi um projecto iniciado por mim e pelo Pedro Morgado às 23H50 do dia 28 de Novembro de 2013.

Uma plataforma de comunicação social independente de partidarismos políticos, crenças ideológicas ou religiosas.

Nele, durante este período e até hoje publicámos 5.276 artigos variados. De opinião, cultura, informação, regional e nacional. Fizemos reportagens, entrevistas, investigação.

Nunca cobrámos até hoje um cêntimo a ninguém. Os nossos colaboradores entreagiram sempre connosco pro bono. De nós, que pagamos para informar, deslocando-nos onde nos era possível e a nossas expensas, pagando mensalmente o “alojamento”, despendendo muitas centenas das nossas horas, recebendo críticas e elogios, estímulos e ameaças, podemos afirmar ter atingido todos os nossos objectivos, com denodo e persistência, que nos trouxeram mais de dois milhões e meio de visitantes.

Porque não queremos ficar por aqui, porque nos afirmámos como uma voz livre, crítica e actuante, porque criámos amigos e inimigos, porque nunca desistimos… pretendemos que o ano de 2017 nos possa trazer interessantes novidades.

Além das autarquias e demais instituições, públicas e privadas, que connosco colaboraram, queremos agradecer a esta extensa lista de colaboradores que, uns muito assiduamente, outros apenas com menos de meia dúzia de artigos, de todos os espectros políticos, de vários pontos de Portugal e de muitos países no estrangeiro, nos ajudaram a ter voz com o Rua Direita.

Eles são, por ordem alfabética:

Acácio Pinto

Adriane Guimarães

Alberto Correia

Alberto Neves

Alexandra Azambuja

Alexandre Borges

Ali Ahmed

Amélia Santos

Ana Albuquerque

Ana Beja

Ana Brito Correia

Ana Cristina Mega

Ana Rita André

Anabela Silveira

António Caseiro Cabral

António Monteiro

António Soares

Aquilino Machado

Armando Ferreira

Carla Augusto

Carlos Cunha

Carlos Martins

Carlos Salvador

Carlos Silva Santiago

Cláudia Salgueiro

Diana Silva

Eduardo Antunes

Elísio Oliveira

Elvira Gaspar

Eme João

Eugénia Pereira

Fernando Figueiredo

Fernando Sebastião

Filomena Pires

Gabriel Costa

Gaëlle Istanbul

Graça Canto Moniz

Hélder Amaral

Hugo Pádua

Iara Martins

Isabel Mendes Ferreira

JBP

João Figueiredo

João Fraga

João Luís Oliva

João Salgueiro

João Sevivas

Jorge Azevedo

José António Nunes

José Carlos Carvalho

José Carreira

José Chaves

José Crúzio

José Eduardo Feio

José Ferreira

José Junqueiro

Luís Ferreira

Manuel Ferreira

Manuel Sá Marques

Marco Almeida

Maria Carolina Marques

Maria do Carmo Abreu

Maria José Quintela

Maria Sobral

Maria Teresa Merino

Miguel Alves

Miguel Fernandes

Miguel Vargas

Norberto Pires

Nuno Rebocho

Óscar Lemos

Patrícia Maia Noronha

Paula Branco

Paulo Albino Santos

Paulo Rodrigues

Paulo Neto

Pedro Baila Antunes

Pedro Gama e Melo

Pedro Morgado

Renata Aguiar

Romira Jamba

Rosa Monteiro

Rufino Filho

Rui Coutinho

Rui Macário Rui Santos

Sara Alves

Sara Augusto

Sérgio Gorjão

Sílvia Vermelho

Sofia Amaro

Teresa Ortigão

Tiago Coelho

Vítor Santos.

No total… 93 estimados colaboradores.

A todos, independentemente da quantidade da colaboração, agradecemos penhoradamente pela qualidade, boa-vontade e empenho da Vª participação.

Fizemos entrevistas a diversas personalidades, políticas, culturais, militares…

Publicámos com uma periodicidade (quase) mensal a RD Newsletter enviada para um universo superior a 28 mil subscritores.

Estamos diariamente no Facebook com a página Rua Direita Viseu, que conta hoje com 4.423 “amigos”. Estamos no Google+, no Linkedin, no Twitter, no Messenger… no possível espaço internáutico.

No nosso universo de leitores contamos com 56% do sexo feminino e 46% do sexo masculino, distribuídos por uma faixa etária dos 18 aos 64 anos, com a grande maioria entre os 25 e os 54 anos, num espaço geográfico maioritariamente nacional, mas alargado a 35 países, de todos os continentes.

Fomos contactados por nomes grandes do jornalismo nacional – aqui omitidos por uma questão ética – no decurso de várias investigações jornalísticas que levavam e levam a cabo. Com todos colaborámos na medida das nossas capacidades.

Nunca virámos costas a um repto, um desafio, uma investigação. Pretendemos continuar assim e, se possível, melhorando sempre o nosso grau de intervenção e de comunicação social.

Aos nossos muitos milhares de leitores – por eles e para eles existimos – o nosso imenso bem-haja.

Vamos em frente!