O Comendador da Senhora Dona Cavaco…

por Paulo Neto | 2015.06.12 - 00:30

 

Não sei quem é o Sr. Gil.  Comendador Carlos Gil – creio ser este o nome. Diz-me o compadre Zacarias que é estilista. Também o Pininfarina, o Farina, o Ghia, o Scagliotti, Malcolm Sayer, Walter da Silva e tantos outros, no domínio dos automóveis. Homens-mágicos do design que enriqueceram o mundo com as suas audazes criações, que hoje se tornaram autênticos “mitos” (ai! que o Coelho desvirtuou a palavra todinha …) para todos quantos cultivam a beleza e a estética.

Na moda, Dior, Chanel, Courrèges, Gaultier, Givency, Rabanne, Yves Saint-Laurent, Lacroix, Lanvin, Lapidus, Rochas, Ungaro, Vuitton…et all.

Gil foi feito comendador por Cavaco. Alguém se questionava sobre quais os critérios – não explicados – das atribuições das comendas, muito vulgarizadas, dizem, por este presidente da República. Porém esta, outorgada ao peito de seda – só pode – do mago da estilística, deixa entrever duas coisas:

Primeira, Cavaco não pode dizer quais foram seus critérios porque os usados serão maioritariamente injustificáveis à luz da boa e clara razão.

Segunda, Cavaco ao explicar porque tornou comendador o Sr. Gil teria que dizer aos portugueses que tal acto se deve aos “trapinhos” por este confeccionados/inventados para cobrir, aprimorar, embelezar a 1ª Dama de Portugal.

Nesta óptica até compreendemos melhor a lógica dos comendadores António Borges e Francisco Lopes (este último, que mais não fosse, até se aceitava com a festança proporcionada em almoços e jantaradas por Multiusos e Pacheca) e até percebemos que o homem de Boliqueime que mais se enganou a lavrar medalhas em imerecidos peitos, basta lembrar Zeinal Bava, Hélder Bataglia, Miguel Horta e Costa, João Teixeira, Lino Maia… tenha eventualmente acatado os rogos de Dª Maria, ornando o casaquinho de quem tantos ademanes cerzira para sua Senhora, melhorando assim – sem qualquer dúvida – a imagem externa de Portugal no mundo.

Mas… subsiste uma dúvida menor: E a cabeleireira? E o sapateiro? E a manicure de Madame? Não mereceriam também idêntica distinção?

 

(foto DR)