A má lista do PS…

por Paulo Neto | 2019.08.01 - 18:17

Por mais voltas que dê à lista do PS para as legislativas de 6 de Outubro, não deixo de me questionar se o único NOME incontroverso é o de João Azevedo, o autarca de Mangualde, cabeça de lista, proposto pela quota nacional, ou seja, pelo secretário-geral do partido.

António Borges gostaria de ter ocupado este lugar, mas faltou-lhe o “élan” de António Costa que não ignora estar perante um ”segurista” de fina água e um ex-deputado que abandonou funções para ir ocupar um lugar na administração das Águas do Douro e Paiva, SA.

Porém, estranho é o actual secretário de Estado da Juventude e do Desporto, a promissora “estrela” viseense, acabar num 3º lugar pouco condizente com o estatuto que pensa ter e com o trabalho que julga ter feito.

Por isso, alheado do bom-senso e parco em lucidez, andou por aí a relatar pérolas deste teor:

“pelo trabalho feito devia ir mais acima na lista”

Presunção e água benta, tomará quem entender. Este “político” de carreira e de oportunidade devia, se fosse crente, ir a Fátima a pé… a agradecer as bênçãos com as quais tem sido ungido e cumulado.

Ademais, estar caladinho, pois o “mais acima na lista”, ou era no lugar de Lúcia Silva, que pela lei da paridade ocupa o segundo lugar, ou então, no lugar do seu “amigo de peito”, João Azevedo, que e assim recebe mais uma indirecta “punhalada” de um “compagnon de route”.

Ao que parece, ainda, Lúcia Silva e João Paulo Rebelo já mostraram disponibilidade para encabeçarem a lista a Viseu, nas autárquicas de 2021. Até acho que este último já penificou por esses andurriais de xisto e brejo… e também, para não variar, enquanto vereador, terá sido pouco mais que um “plof”.

Todavia, esta “rapaziada” já entendeu que “dar o peito às balas”, mesmo se retumbante, contumaz e recorrente no fracasso, faz CV…

Paulo Neto

(Foto DR)