Quem não sabe…

por Alexandra Azambuja | 2019.08.25 - 11:42

…é como quem não vê. É por isso que hordas de gente com pouca literacia em assuntos prementes como o Ambiente não podem entender a importância de boicotar a utilização de palhinhas.

A noção de ecossistema é complexa e implica uma visão global de conceitos como interacção, fluxos de energia, auto-regulação, diversidade, equilíbrio.

Tentar explicar que o aquecimento global existe, a portugueses que se queixam de um Verão anormalmente frio, é como fazer uma criança acreditar que se não aprender a ler, a sua vida será mais pobre.

 E explicar que não, não precisamos de palhinhas descartáveis é bastante impopular, apesar de os produtos compostos por plástico de utilização única* já representarem cerca de metade do lixo marinho nas praias europeias…  Afinal que raio pode acontecer porque compro meia dúzia de palhinhas?

Talvez o essencial esteja por fazer: explicar a toda a gente – e não, às crianças nas escolas não chega – que não há Planeta B e que estamos a dar cabo, rapidamente, do Planeta A.

Se o mundo é decidido por adultos, de que serve Educação Ambiental apenas nas escolas? Se o ordenamento florestal depende de milhares de pequenos proprietários que ignoram a necessidade urgente de emparcelamento ou a associação para a gestão florestal, de que servem apenas discursos políticos nos noticiários a apelar ao reordenamento da floresta?

Reciclar, separar o lixo doméstico, diminuir o consumo de plástico inútil, desacelerar o consumo em geral, plantar árvores, utilizar transportes públicos, dividir o carro com boleias, privilegiar as compras em segunda mão, preferir produtos amigos do ambiente, são atitudes diárias que exigem escolhas conscientes e conhecimento.

Como esperar que adultos cientificamente iletrados possam entender os grandes temas da sustentabilidade? **

Tal como para as grandes questões que respeitam ao mundo rural existe uma resposta claramente ignorada em Portugal – a Extensão Rural *** – também para a verdadeira transformação dos portugueses em cidadãos conscientes existe esse nado morto da Educação de Adultos.

Explicar aos portugueses adultos o que se passa no mundo e o que podem fazer pela casa global chamada Terra, compete ao Estado.

E se conseguimos unir um país à volta da selecção nacional de futebol, não conseguimos juntar-nos para ver o futuro que os nossos filhos merecem?

*Talheres de plástico, pratos e copos de plástico, palhas de plástico;

** Águas, esgotos e tratamento; resíduos; poluição atmosférica e saúde pública; alterações climáticas; energias clássicas e renováveis; ordenamento do território e paisagem; conservação da Natureza; litoral; cidadania, participação e informação.;

*** Extensão Rural é um dos ramos das Ciências Agrárias que se ocupa dos serviços de Educação Formal de carácter continuado para o meio rural e pesqueiro, promovendo processos de gestão, produção, melhoria e comercialização das actividades do sector.

Alexandra Azambuja