Viseu vai assumir-se… disse o Sobrado…

por Paulo Neto | 2018.01.02 - 18:30

 

 

… Que o “Europeade é o mais importante festival europeu de folclore”. E se ele o disse e tem os milhões para sustentar as suas afirmações, quem duvida?

Nunca duvidámos do slogan “Viseu é de 1ª água”, de camião-cisterna, claro; que foi “2017 Ano Oficial de Visitar Viseu”, pois tivemos semanas que nem conseguimos sair à rua, tal era o movimento na cidade, circunscrita hoje ao o Rossio, ao Mercado 2 de Maio, à Praça D. Duarte e ao Largo da Sé, não obstante haver 507,1 km2 além desses escassos metros.

Viseu Arena, Viseu Marca, Viseu Tinto no Branco e mais não sei que infinidade amplíssima de festins e de pândegas são o cunho, timbre e tom deste executivo que vai a meio do mandato “requerido” pelo seu capitão-mor, sem nada de substantivo haver ainda para se ver. Provavelmente, estes 5 primeiros anos foram para “aquecer os cavalos”.

Este marketing urbano, o que quer que isso seja, não obstante os milhões gastos, tem-se, porém, revelado um “flop” e, se em algum momento foi êxito, foi-o tão somente para uma meia dúzia de felizardos que deste charivari tiram muita mais-valia. Ainda bem, para eles. Ainda mal, para os outros, que eram 99.274 mil habitantes (2011)…

Estes próximos três anos não auguram nada de significativamente bom para a qualidade de vida dos viseenses, pois este J. Sobrado – quem quer que ele seja, e Almeida Henriques decerto o saberá – é lídimo na sua milionária perspectiva de divulgação turístico-cultural. Se tal actuação/acção tem retorno ou não, isso é despiciendo…

Hoje, a imagem-símbolo de Viseu já não é o Viriato, o Grão Vasco ou as Rotundas de Ruas. Hoje Viseu tem nova voz e rosto, o do J. Sobrado.

Parabéns!