VENHA A NÓS A BOA MORTE e CARMO 81apresentam “18.81”

por Rua Direita | 2016.01.27 - 09:52

 

Criado pela VENHA A NÓS A BOA MORTE (Rua Sr.ª da Boa Morte 18) e pelo CARMO 81 (Rua do Carmo 81), surge um programa de apresentações artísticas conjuntas: 18.81.

Com a sua primeira edição dedicada exclusivamente ao SOM, a ocorrer no próximo sábado, dia 30 de Janeiro , o programa 18.81 terá 3 actividades ao longo do dia.

Estes 2 espaços culturais pretendem com este programa de apresentações periódicas ao longo do ano, estimular sinergias entre os agentes culturais locais e público, para disponibilizar um início de circuito cultural que pretendemos alargar a outros agentes que queiram integrar esta iniciativa em benefício da oferta cultural da cidade de Viseu.

 

18.81#1: Boa Morte(18) e Carmo (81)

 

Sábado, 30 de Janeiro de 2016

 

Programa:

 

15H00 – OFICINA DE INICIAÇÃO ÀS GRAVAÇÕES SONORAS DE CAMPO

       (Venha a nós a Boa Morte)

 

LUÍS ANTERO | Gravações Sonoras De Campo (Field Recordings)

 Oficina de Gravações Sonoras de Campo – Pormenores Sonoros da Cidade II

 

Local: Cidade de Viseu – (Rua Senhora da Boa morte, 18: Centro Histórico)

Horário: 15:00-18:00

Descrição/objectivo: oficina de iniciação a gravações sonoras de campo, fornecendo aos participantes as bases teórico práticas sobre este universo e para desenvolvimento desta técnica de gravação, a partir de 4 fases distintas e complementares.

Esquema:

. Aprender: Enquadramento Teórico (notas históricas sobre gravações sonoras de campo/paisagens sonoras e principais nomes ligados a este universo);

. Escutar: O Objeto Sonoro e o (seu) Espaço (passeio sonoro por algumas ruas do centro histórico de Viseu; escuta criativa; análise sonora para posterior gravação);

. Gravar: Técnicas de Gravação (noções práticas de gravação, incluindo gravação binaural, close miking, facilidades e dificuldades no processo de gravação sonora de campo, etc. e trabalho de campo (gravação));

. Editar: Técnicas de Edição Sonora (com recurso a software livre de edição sonora, fornecem-se as técnicas básicas para a edição dos sons gravados)

Limite de participantes: 6

Material necessário:  O material de gravação e edição será fornecido pelo formador, no entanto, quem possuir gravadores digitais ou mini-disc pode trazer para utilizá-los na oficina.

 

Local: Viseu, Rua Senhora da Boa Morte, 18 (Centro Histórico) Horário: 15:00

Luis Antero - concertpo de olhos fechados

22H30 – CONCERTO PARA OLHOS VENDADOS | LUÍS ANTERO

       (Venha a nós a Boa Morte)

 

LUÍS ANTERO | CONCERTO PARA OLHOS VENDADOS

Este é um Concerto para Olhos Vendados especial, composto na íntegra a partir de gravações sonoras de campo realizadas na cidade de Viseu, nomeadamente nas ruas do Arco e Arrabalde e Largo da Feira, e que constituiu a base de trabalho da minha proposta para a edição de 2014 dos Jardins Efémeros.

Através da prática de gravações sonoras de campo (field recordings), procurei, em cada um destes espaços, os sons do presente, as dinâmicas sonoras do quotidiano, o movimento perpétuo dos sons, mas igualmente os sons da memória ligados a estes lugares, através do testemunho oral de quem aqui trabalha, habita ou deambula. Procurei, em suma, através do som, dos marcos e paisagens sonoras desta zona da cidade de Viseu, espelhar criativa e artisticamente a sua identidade social e urbana.

 

+ info: luisantero.yolasite.com/viseu-arquivo-sonoro.php

Bio: Luís Antero desenvolve desde 2008 um trabalho de recolha e documentação do património imaterial sonoro das zonas da Beira Serra e Serra da Estrela, principalmente, com base em gravações sonoras de campo e que pode ser acompanhado através dos sites www.luisantero.yolasite.com e www.luisantero.bandcamp.com

É curador da netlabel Green Field Recordings (www.greenfieldrecordings.yolasite.com), dedicada exclusivamente à edição online de trabalhos sonoros com base em gravações sonoras de campo e do programa de rádio O Coleccionador de Sons (www.ocoleccionadordesons.yolasite.com), na Rádio Zero e Rádio Universidade de Coimbra, de 2009 a 2013.

Foi artista convidado e um dos responsáveis pelas gravações do projecto Sons do Arco Ribeirinho Sul, na cidade do Barreiro e director artístico do recente Arquivo Sonoro do Centro Histórico de Coimbra

 

Local: Viseu, Rua Senhora da Boa Morte, 18 (Centro Histórico) Horário: 22:30

 

Ficha Artística: criação + concepção original + gravações sonoras de campo originais + paisagem sonora ao vivo – Luís Antero

Duração: 60:00

Apresentações anteriores:

2011

Auditório Caixa de Crédito (Oliveira do Hospital)

Biblioteca Ludoteca de Lagares da Beira (Lagares da Beira, Oliveira do Hospital)

Hotel Rural Quinta da Geia (Aldeia das Dez, Oliveira do Hospital)

Pequeno Auditório da AAC (Coimbra)

2012

Festival NetAudioLx (Lisboa)

Festival Escrita na Paisagem (Évora)

Aquilo Teatro (Guarda)

Teatrão Oficina Municipal do Teatro (Coimbra)

Festival Danças na Água (Celorico da Beira)

Festival Bons Sons (Cem Soldos, Tomar)

Out.Fest Festival Internacional de Música Exploratória do Barreiro (Barreiro)

Guimarães Capital Europeia da Cultura (Guimarães)

Auditório Biblioteca Municipal de Penela (Penela)

Baixa-Chiado PT Bluestation (Lisboa)

2013

Café Concerto Movimento SOU (Lisboa)

Igreja do Convento da Portela (Leiria)

Bar A Carvalha (Lagares da Beira)

Festival Andanças (Castelo de Vide)

Festival Danças na Água (Celorico da Beira)

Galeria de Arte Pátio Velho (Vale do Ferro)

Cinema Passos Manuel (Porto)

2014

Auditório Augusto Cabrita (Barreiro)

Festival Origens (Travanca de Lagos)

Centro Cultural D. Dinis (Jazz ao Centro – Encontros Internacionais de Jazz de Coimbra)

Sons da Cidade, por Coimbra Património Mundial (Claustros da Faculdade de Psicologia – Universidade de Coimbra)

Jardins Efémeros – Concerto para Gente Deitada (Viseu)

Festival Bons Sons (Cem Soldos, Tomar)

Barreiro (várias escolas do ensino secundário e profissional)

2015

Casa das Artes Bissaya Barreto (Coimbra)

Universidade Sénior Rotary (Oliveira do Hospital)

Oficinas do Convento (Montemor-o-Novo)

Festival Silêncio (Lisboa)

Jardins Efémeros (Viseu)

marco alexandre - instalação sonora

 

24h00  –  MARCO ALEXANDRE | INSTALAÇÃO SONORA

(Carmo 81)

 

Esta apresentação explora a narrativa de espaço, textura e gestos sonoros.

Tomará a forma de uma composição de sons orgânicos e sintetizados, que serão misturados por uma estrutura de 12 colunas.

Acontecerá na Sala Menor do Carmo’81, privilegiando um conceito intimista e introspectivo.

Local: Viseu, Rua do Carmo, 81 (Centro Histórico) Horário: 24:00

Bio: 

Marco Alexandre é um Sound Designer que procura linguagens sonoras próximas do ‘sampling’, ‘beat making’ e ‘sound collage’.

Estudou ‘Sound Arts & Design’ no London College of Communication.

Vive em Viseu.

 

Carlos Salvador (pelo espaço Carmo 81)

Sandra Oliveira (pelo espaço Venha a nós a Boa Morte)

(PARA RESERVAS DE VAGAS ENVIE PEDIDO ATRAVÉS DE MENSAGEM OU PRESENCIALMENTE EM: https://www.facebook.com/venhaanosaboamorte)

 

Projecto na área da comunicação social digital, 24 horas por dia e 7 dias por semana dedicado ao distrito de Viseu

Pub