Uma imagem vale mil palavras…

por Rua Direita | 2014.04.20 - 22:38

Toda a campanha de propaganda sobre Viseu parece ter uma intenção: dar visibilidade a Almeida Henriques que, mais ou menos disfarçadamente, à custa do erário público, faz o pack 2 em 1: Viseu é uma categoria porque tem um autarca de categoria.

lix3

Este é mais ou menos o cerne da questão. Porém, este afã histérico de propagandear uma imagem quer dizer também que, o que não se promove por si e pela sua evidência, não é mais do que a mera construção, artificial e artificiosa, de uma quimera ou algo que não existe.

lix1

Viver Viseu por palavras é diferente de o fazer por actos. E por mais que Almeida Henriques pague a agências promocionais e se declare “líder do Centro”, bom seria que soubesse distinguir, freudianamente, o ser do parecer, o inconsciente do consciente, o que sou e o que gostaria de ser…

Sexta-feira Santa passámos pelo Fontelo. O estado do aprazível mini-parque junto à Vitivinícola do Dão era o que as imagens demonstram: uma lixeira; as estátuas da cidade são limpas se forem filmadas ou para as reportagens ficcionais, como foi o caso da estátua do Viriato. Mas se formos ao Jardim das Mães em pleno Rossio ou à Rua do Arco, estátua de S. Francisco… a incúria é confrangedora e a porcaria um real cartão de visita.

lix2

Viver Viseu, caro edil, mas com actos!

É capaz?

 

Projecto na área da comunicação social digital, 24 horas por dia e 7 dias por semana dedicado ao distrito de Viseu

Pub