Sernancelhe: ”A sopa é um prato transversal a todo o povo português”

por Rua Direita | 2015.02.23 - 12:59

 

 QUE GRANDE FESTA!

sopa1low

Importante é perceber que o IIº Festival de Sopas de Sernancelhe, aberto na 6ª feira ao fim do dia e recém-encerrado, hoje, domingo 22 ao fim da tarde foi um absoluto sucesso

sopa8

Com mais de 4.500 visitantes, com dezenas de milhar de caldos servidos, quaisquer dúvidas que houvesse… dissipadas estariam.

aquilino cartazlow

Deixamos o editorial que ontem escrevemos

http://www.ruadireita.pt/editorial/o-arnaldo-queres-caldo-nao-minha-mae-que-mescaldo-8017.html

E passamos à curta entrevista feita ao presidente da autarquia local, Carlos Silva, que estava naturalmente satisfeito com o êxito de mais este evento…

sopa11

Aquilo que no ano passado seria uma experiência acabou por ser um sucesso e aquilo que este ano é uma segunda experiência foi um redundante sucesso com mais de 4.500 visitantes, o que significa que um certame desta natureza, na nossa região tem “pernas para andar”, traz muita gente a Sernancelhe que, e ao mesmo tempo, vêm provar um conjunto de sopas confeccionadas com produtos locais e que fazem parte integrante da gastronomia portuguesa. A sopa é um prato transversal a todo o povo português e mais especificamente à gente do interior. Há quem diga que a sopa foi, talvez, o primeiro prato do mundo. Também por isso nos diz muito e ainda mais por serem representativas dos gostos, produtos e hábitos de uma região, desta forma divulgados pela afirmação de que em Sernancelhe a agricultura tem uma forte projecção. Ao mesmo tempo dinamizamos e promovemos a imagem de uma terra que é a de Aquilino Ribeiro que, em tantas das suas obras tão bem refere e retrata estas Terras do Demo e a excelência dos seus produtos. Temos 14 sopas em prova. Não tem qualquer cariz concursal. Estas sopas são gratuitas. O visitante apenas tem que adquirir a malga, que custa 3 euros e que acaba por ser uma recordação que leva consigo e que tem uma inscrição “Sernancelhe Terra da Castanha”. Durante o certame, com esta malga, pode degustar todas as sopas, as vezes que quiser…

sopa14

E foi o que nós fizemos e que tão bem nos soube, com duas fundamentadas certezas: a da simpatia de todos os presentes nos diversos “stands” e a da incontestável qualidade de quanto caldo provámos, sendo-nos impossível, ao fim, com justiça e merecimento, destacar um único preferido, pois todos eles nos gasalharam o estômago de forma mais que sápida, carinhosa…

sopa7

A Confraria da Castanha, que integramos com muita honra, com seu mordomo-mor, Alberto Correia, esteve também presente com um creme de… castanha, claro. Outra delícia!

sopa4

Momentos bem passados com exibição de ufanos e galhardos Ranchos Folclóricos, num reviver de tradições, sua preservação e pedagógico passar do testemunho aos mais novos. O rústico é bom!

sopa13

O que querem? Sernancelhe é assim!

sopa10

 cal

dessedentarlow

ranlow

idozsalow

Projecto na área da comunicação social digital, 24 horas por dia e 7 dias por semana dedicado ao distrito de Viseu

Pub