Que fazer a fulanos destes?

por Rua Direita | 2017.01.02 - 15:02

 

 

De facto, a questão cultural tem muito que se lhe diga.

Podemos fazer grandes campanhas cívicas e em prol do civismo, da cidadania, das boas práticas, da educação mas…

Há sempre um indivíduo que se julga o umbigo do mundo e que cria e pratica as suas regras e normas próprias marginalmente ao convencionado e ao instituído.

E estas atitudes vêem-se no desrespeito pelos peões, nas passadeiras, nos estacionamentos em lugares reservados a deficientes, ou, como há dias publicava o nosso amigo coronel PC, no estacionamento do Palácio do Gelo, o fabiano que centrou o veículo por forma a ocupar dois exactos lugares.

Depois estranhamos os sulcos profundos de pneus nos relvados, as tampas das caixas de rega desfeitas, os mecos deitados a baixo, etc.

No fundo, o povo que temos. Alguns deles emergentemente ricos a martelo, com dinheiro para carros de luxo, hotéis de 5 estrelas e… comportamento de vândalo.

Talvez nunca lhes tenham ensinado, no berço, que os bens públicos, por serem de todos, por todos devem ser preservados e acarinhados.

Projecto na área da comunicação social digital, 24 horas por dia e 7 dias por semana dedicado ao distrito de Viseu

Pub