Quadratura do Círculo em Mangualde

por Rua Direita | 2016.11.04 - 10:27

Decorreu ontem a gravação do mais antigo e prestigiado programa televisivo da SIC Notícias, Quadratura do Círculo, de porta aberta no auditório do Patronato, em Mangualde.

Moderado pelo jornalista Carlos Andrade, contou com a presença habitual de Jorge Coelho, um filho da terra, Lobo Xavier que confessou sua mãe ter aqui nascido e ser uma parte de sua família oriunda de Tibaldinho, freguesia tão conhecida pela excelência dos seus bordados.

jorge

Desta feita, os temas a serem abordados eram:

1.       Condições para o desenvolvimento regional;

2.       A proposta do governo que pretende eliminar a responsabilidade dos autarcas em decisões que acompanhem pareceres técnicos.

Dado o mote, Jorge Coelho deu o exemplo de Mangualde como localidade do interior onde existe qualidade de vida, indústria, comércio próspero, agricultura activa e um parque escolar com mais de 300 docentes e 2.300 alunos.

lobo

Também Lobo Xavier não se afastou desta ideia, frisando que autarcas com capacidade e dinamismo fazem a diferença.

pacheco

Pacheco Pereiro mostrou o seu constrangimento perante uma realidade local que desconhecia e o risco de, num programa crítico, se estar a fazer a glorificação de uma cidade que, e naturalmente também terá os seus problemas.

p-e-lobo

Todos foram unânimes na importância do nó viário para o desenvolvimento e na preocupação com a demografia decrescente.

Jorge Coelho criticou ainda duramente os governos “arrogantes” que viram costas às realidades concretas de muitas autarquias e deu até o exemplo específico do edifício recuperado ao lado do “antigo Colégio”, onde estudou, que a Câmara pretende recuperar e, apesar de imensos esforços e contactos, a administração central nem resposta dá.

coel

Já no tema seguinte, todos concordaram, com algumas “nuances” mais ou menos críticas, com o absurdo que é um autarca ser responsabilizado por um parecer ou decisão fundamentada em pareceres jurídicos ou técnicos da autarquia. Lobo Xavier garantiu mesmo que se corria o risco de um autarca se ver envolvido numa contenda judicial que lhe poderia custar vários anos de vencimento. Pacheco Pereira acrescentou que, e salvaguardados casos extremos de corrupção e negligência, essa responsabilização não fazia qualquer sentido.

De certa forma como anfitrião, Jorge Coelho ofereceu a Lobo Xavier um bordado manual de Tibaldinho, a Carlos Andrade uma caixa de pastéis do patronato e a Pacheco Pereira uma edição fac-similada de um antigo jornal local, editado de 1889 a 1890, o “Novo Tempo”.

O auditório tinha mais de centena e meia de espectadores que acorreram à divulgação do evento, entre outros pelo Rua Direita.

q4

Tivemos oportunidade de rever muitos amigos, entre os quais se destacava todo o Executivo local, a presidente da Assembleia Municipal, o ex-secretário de Estado José Junqueiro e tantos outros.

tres

Parabéns a Mangualde e aos mangualdenses que estiveram nos ecrãs e foram centro da atenção de muitas centenas de milhares de espectadores, pela positiva, como nos habituou este executivo de sucesso.

Projecto na área da comunicação social digital, 24 horas por dia e 7 dias por semana dedicado ao distrito de Viseu

Pub