Marco Almeida vem de adjunto da Ministra da Presidência e da Modernização Administrativa disputar a Junta de Freguesia de Mangualde

por Rua Direita | 2017.01.19 - 12:27

 

 

Marco Filipe Pessoa de Almeida, conhecido por Marco Almeida, de 39 anos, deixa o lugar de adjunto da Ministra da Presidência e da Modernização Administrativa para vir candidatar-se à União de Freguesias de Mangualde, sua terra natal.

Um político com muito traquejo e forte conhecimento do terreno, entre outras funções, foi assessor político do PS Viseu e na sede nacional onde desempenhou funções de interlocução com as Federações Distritais. Foi ainda adjunto do Secretário de Estado da Administração Local, de 2009 a 2011. É licenciado em Publicidade e Relações Públicas e mestrando em Comunicação e Marketing pelo IPV.

Ao Rua Direita, Marco Almeida referiu ter aceitado o lugar no Ministério da Presidência e da Modernização Administrativa “por espírito de missão, desafio, pelas pessoas com quem ia ter oportunidade de trabalhar, pelo enormíssimo projecto que é trabalhar para a modernização do Estado, não obstante o sacrifício que tal representou”, pois tinha acabado de lhe nascer o primeiro filho. Nessas funções, entre outras, fez o acompanhamento do Projeto “Orçamento Participativo Portugal” e Organização dos Conselhos de Ministros Temáticos.

 

Quais as razões da sua candidatura à Junta de Freguesia de Mangualde?

É a minha terra, é a minha gente; sou eleito na Assembleia Municipal, já fiz parte do executivo da Junta de Freguesia de Mangualde, até com algumas destas pessoas que hoje lideram a UFMMC, conheço bem as pessoas e as suas necessidades. Além disso, abre-se agora uma nova etapa e tenho a convicção que tenho muito a dar em prol dos nossos/meus fregueses.

 

Quais os seus mais relevantes projectos?

Em breve síntese, é tempo de aproveitar todas a s sinergias criadas para enfrentar a nova realidade de uma União de Freguesias em crescimento e desenvolvimento. Além do mais, existe uma equipa que se empenhará comigo para irmos ainda mais longe na encetada senda do progresso.

Dar continuidade ao trabalho desenvolvido;

Introduzir Novas Tecnologias de comunicação e aproximação;

Estar atentíssimo à realidade e às necessidades do dia-a-dia.

Temos ainda uma visão social relevante, distribuída por três pontos basilares:

Jovens e a sua fixação;

Detetar, prevenir e resolver situações de risco;

Não descurar a 3ª idade que é a franja mais fragilizada e carenciada da nossa sociedade.

 

E para o futuro?

Mangualde tem  grandes lideranças, no seu Presidente, João Azevedo, no seu executivo e nos Presidentes de Junta.

É tempo de aproveitar todas as sinergias e dinâmicas criadas para enfrentar a nova realidade de uma União de Freguesias em crescimento e desenvolvimento, ademais existe uma profunda sintonia com João Azevedo, para além disso existe uma equipa que se empenhará comigo, para irmos ainda mais longe, na senda do progresso.

Neste momento, estou concentrado naquilo que me traz de Lisboa, na minha candidatura. Espero ter muito tempo à minha frente para servir a minha terra, porém de momento só estou centrado naquilo que me move, que é ser Presidente da Junta.

Só um objetivo me determina, a União de Freguesias de Mangualde, Mesquitela e Cunha Alta para o qual estou totalmente direcionado..

 

Uma mensagem…

Estamos numa nova era, há muitos desafios, temos uma grande equipa, muito empenho e muito para implementar em prol da qualidade de vida e do progresso do meus/nossos Fregueses

Mangualde nestes últimos anos iniciou uma nova era, à qual a minha candidatura quererá também dar continuidade e inovação.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Projecto na área da comunicação social digital, 24 horas por dia e 7 dias por semana dedicado ao distrito de Viseu

Pub