Linha do Douro Requalificação e Ligação a Espanha

por Rua Direita | 2019.07.27 - 17:21

As Comissões Coordenadoras do Bloco de Esquerda de Viseu e Vila Real juntaram-se esta sexta-feira, dia 26 de julho, numa iniciativa de auscultação e sensibilização dos utilizadores da Linha do Douro, realizando uma viagem Régua-Mosteirô-Régua. Na base desta ação está a necessidade urgente de requalificação da Linha do Douro, uma vez que se trata de um eixo estruturante da região.


Explorada atualmente entre Porto e Pocinho, apenas o troço Porto (São Bento) – Marco de Canaveses está eletrificado, sendo que grande parte da linha contempla apenas uma única via.

Nesta infraestrutura de comunicação que assegura o transporte diário de centenas de pessoas por motivos laborais, académicos ou de saúde, confrontamo-nos então com uma linha férrea antiquada e insegura que reflete décadas de desinvestimento e desinteresse por parte do governo central.

A estes problemas somam-se ainda várias opções erradas relativamente ao material circulante, sendo que neste momento grande parte da operação é assegurada por comboios alugados à RENFE (Espanha) em contratos milionários que não satisfazem as necessidades dos utilizadores.

Durante a viagem os utilizadores foram relatando as suas queixas e a sua insatisfação com o serviço prestado. Em concreto foram elencadas várias falhas no funcionamento entre elas os sucessivos atrasos, a sobrelotação das carruagens, a falta de ar condicionado, a ausência de transporte complementar para outras localidades bem como a inexistência de conjugação de horários entre os transportes públicos rodoviários e ferroviários. Para agravar a situação quem se desloca em viatura própria encontra parques de estacionamento de dimensões reduzidas, não existindo lugares de estacionamento suficientes para cobrir as necessidades da população.

À chegada da estação de Mosteirô, por voltas das 17h30, já com alguns minutos de atraso, constatou-se que o serviço de bilheteira se encontrava encerrado, não havendo qualquer serviço informativo (inclusivamente o posto de informação remoto, após várias tentativas de contato, não deu resposta). Encontrámos mesmo uma família que se dirigiu àquele ponto e teve de aceder via aplicação online, recurso não disponível a parte da população.

Igualmente grave, e alvo de queixas dos habitantes locais, é o fato da sala de espera e acesso às casas de banho só ser garantido no horário da bilheteira o que implica que os utilizadores fiquem expostos às condições climatéricas enquanto esperam.

Acreditamos que esta situação tem urgentemente de ser resolvida com a aquisição de material circulante, a adequação dos horários e a modernização da linha (de forma faseada e em horário noturno para evitar o encerramento parcial da mesma e a reduzir os constrangimentos do transbordo rodoviário), tal como proposta na Assembleia da República aquando da apresentação do Plano Ferroviário Nacional 2020-2040 pelo Bloco de Esquerda, onde se previa a requalificação da linha até Barca d’Alva e ligação a Espanha. 

Bloco de Esquerda, as Comissões Coordenadoras Distritais de Viseu e Vila Real

Projecto na área da comunicação social digital, 24 horas por dia e 7 dias por semana dedicado ao distrito de Viseu

Pub