GNR vai estar de olho nos “aceleras”

por Rua Direita | 2014.04.09 - 19:24

A Guarda Nacional Republicana intensifica, de 10 a 16 de abril, a fiscalização do controlo de velocidade, direcionando as ações para as vias onde as infrações por excesso de velocidade são mais frequentes e dão origem a um risco acrescido de acidentes de viação.

A operação, promovida pela TISPOL (European Traffic Police Network), envolve um efetivo de todos os comandos territoriais e da Unidade Nacional de Trânsito, num total de 1372 militares, que equipado com meios de controlo de velocidade operacionais (fixos e móveis), levará a cabo cerca de 718 ações de fiscalização de caráter preventivo, no sentido de combater o flagelo da sinistralidade rodoviária associada ao excesso de velocidade.

No ano de 2013, no âmbito desta operação foram controlados 290 006 condutores, dos quais 5396 circulavam em excesso de velocidade.

Os níveis de sinistralidade rodoviária registados na rede viária nacional, apesar da melhoria significativa registada nos últimos anos, com menos acidentes, menos vítimas mortais e feridos, continuam a assumir valores preocupantes, constituindo o excesso de velocidade/velocidade excessiva das principais causas de sinistralidade rodoviária grave. Por esse motivo a Guarda continua a apostar na sua estratégia de prevenção rodoviária, empenhando os seus recursos humanos e materiais para a continuação da tendência descendente do índice de sinistralidade rodoviária.

Projecto na área da comunicação social digital, 24 horas por dia e 7 dias por semana dedicado ao distrito de Viseu

Pub